thumbnail Olá,

Português afirma que assuntos internos não devem ser tratados publicamente, e criticou as declarações de Sara Carbonero

Tudo está em paz no Santiago Bernabéu. Ao menos, esse é o discurso do astro Cristiano Ronaldo, que garantiu ter superado as desavenças que teve com o técnico José Mourinho ao longo da temporada. Sem entrar em detalhes, o português evitou comentar assuntos referentes ao ambiente no clube, defendendo que estes sejam tratados internamente.

Perguntado sobre a permanência ou não do treinador, Ronaldo mostrou estar de acordo com qualquer decisão que seja tomada.

"Eu não sei, acho que ele [Mourinho] vai ficar ao menos até o fim da temporada, pois é um treinador que quer vencer sempre, e ainda tem alguns desafios a superar", contou ao AS.

"Depois disso, ele deve decidir o que é o melhor para si, para os jogadores e para o clube. Mas não sei no que ele e o clube estão pensando."

"É um problema muito pessoal [que aconteceu com Mourinho], mas foi tudo resolvido e agora está tudo certo. O que acontece no vestiário, fica no vestiário."

As declarações recentes da repórter Sara Carbonero, namorada do goleiro Iker Casillas, não foram bem recebidas por CR7. Para Cristiano, informações sobre a suposta relação ruim de Mourinho com seus comandados em nada ajudam para que o clube cresça, e vá atrás dos objetivos postos para o ano.

"Existem algumas questões sobre as quais ainda não estou apto a falar, mas é uma situação delicada e não acho que essa tenha sido a coisa certa a se fazer", continuou Ronaldo.

"No entanto, as pessoas são livres para dizer o que bem entenderem, mesmo que eu não ache que tenha sido bom. Como eu disse, assuntos de vestiário devem permanecer lá, e o que você sabe não deveria ser relatado a público."

Relacionados