thumbnail Olá,

Pellegrini revelou que o jogador só foi vendido devido à delicada situação financeira de sua equipe

A venda do lateral Nacho Monreal para o Arsenal exaltou a delicada situação financeira que o Málaga está passando. O jogador acertou a transferência para o time inglês na última quinta-feira e deixará saudades, principalmente para Manuel Pellegrini, técnico da equipe.

"A saída de Monreal é muito triste para o time", disse Pellegrini em uma entrevista coletiva. "Ficamos privados de um de nossos melhores jogadores, que vinha atuando em altíssimo nível", desabafou.

Pellegrini atribuiu a venda à situação financeira que o Málaga vem enfrentando. "Infelizmente a realidade do clube é essa, e não há como esconder isso. Foi uma alternativa que apareceu no último instante, e o clube achou que seria apropriado (vender Monreal). Eu entendo que temos que ter equilíbrio nas contas, porque a pressão vem de todos os lados e nós recebemos punições por isso. Mas é uma grande perda em termos esportivos", revelou.

Apesar da boa campanha na Champions League e da quarta colocação no Campeonato Espanhol, o time enfrenta uma forte crise financeira. O comitê financeiro da UEFA chegou a punir o clube devido a atraso de pagamentos a jogadores, outros times e autoridades fiscais com um veto de quatro anos em competições europeias. Atualmente o Málaga está com um recurso no Tribunal Arbitral do Esporte.

Mesmo com os problemas, há espaço para uma boa notícia para o clube espanhol: após quase 15 meses, o atacante Julio Baptista deve retornar a campo na partida contra o Zaragoza, neste domingo, às 9h. O brasileiro passou por várias lesões e agora está completamente recuperado.

Relacionados