thumbnail Olá,

Além disso, treinador da Espanha se rendeu ao talento de Messi e o comparou-o ao milagre da transformação do pão em o corpo de cristo no rito católico

Vicente del Bosque não poupou elogios ao referir-se a Messi em uma entrevista para a revista da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF). Do argentino, o treinador espanhol afirmou "é a própria hostia e ponto final", além de dizer que "jogaria bem em todas as partes e com quem tivesse ao seu lado. É a chave da rua, que organiza a todo o resto", concluiu.

Em uma extensa entrevista o selecionador espanhol repassou toda a atualidade esportiv e, em especial, o momento do futebol espanhol. Neste sentido, o treinador destacou a importância das vitórias não subirem a cabeça: "Com toda a parafernália que rodeia temos mantido a normalidade desejável em uma época de extremismos e quando você vende este tipo de coisa o confronto se torna iminente", afirmou.

Fazendo um balanço de 2012, Del Bosque qualificou o ano como bom: "Foi um bom ano, especialmente pela vitória na Euro. A única mancha foi o empate diante da França".

Copa das Confederações

Pensando no próximo objetivo, assinalou que é o Brasil é o rival a ser batido: "Me parece que o fator local é mais influente agora, e o Brasil, mesmo sem o fator local, já seria uma grande ameaça", assinalou.

Próxima convocatoria

Sobre a possibilidade de incorporar novos jogadores a seleção, reconheceu que há muito tempo pela frente: "Michu, Iago Aspas, Adrián, Rubén Castro, Aduriz... É uma sorte, porém também um problema contar com tantos talentos, e por mais convicções que se tenha, as vezes podemos nos equivocar", concluiu.

Relacionados