thumbnail Olá,

Técnico recebeu vaias da torcida merengue pela segunda vez, enquanto Casillas tem seu nome gritado

O Real Madrid recebeu, nesta quarta, ao Celta de Vigo na partida de volta da Copa do Rei da Espanha com uma dúvida pairando sobre o estádio antes do jogo: como o Santiago Bernabéu receberia aos seu próprio time, em especial a José Mourinho. Na partida contra o Real Sociedad, no domingo passado, se viveu uma situação inédita no clube desde que o técnico português assumiu o comando da equipe. Quando foi anunciado pelo sistema de som do estádio, os torcedores lotando as arquibancadas do Bernabéu dedicaram uma sonora vaia a Mourinho.

Naquela ocasião, Mourinho decidiu escalar Antonio Adán novamente no gol merengue, um dos maiores motivos para que os torcedores vaiassem o técnico. Hoje, com Casillas iniciando o jogo como titular, as vaias minguaram. Não desapareceram por completo, mas foram bem menores do que no fim de semana. Ao mesmo tempo em que houve quem aplaudisse, muitas vaias puderam ser ouvidas no momento em que o técnico foi anunciado.

Muito ao contrário aconteceu com Iker Casillas, que recebeu uma grande ovação de todo o Santiago Bernabéu. Seu nome foi gritado em coro pelos torcedores no coliseu branco logo antes da bola rolar.

Relacionados