thumbnail Olá,

Vicente Casado, diretor geral do clube andaluz, afirma que lutará com todas suas forças diante da punição proposta pela UEFA, mas acredita que Málaga terá sucesso nos tribunais

O Málaga anunciou a base dos seus argumentos para recorrer a decisão da Corte Arbitrária da UEFA, que decidiu pela suspensão da equipe do próximo certame europeu ao qual a equipe se classificar. Além da suspensão, o clube também foi multado em 300 mil Euros.

Contra a decisão, o diretor geral do clube, Vicente Casado prometeu instaurar um processo para limpar seu nome e o nome do clube, que foram ligados a fraudes financeiras.

"Estamos chocados e não entendemos a razão para este ataque excessivo ao Málaga, mas vamos para o CAS, já que estamos convencidos de que este processo irá confirmar que temos feito as coisas de uma maneira correta", disse ele em uma coletiva de imprensa.

"Temos até 31 de março para recorrer e estamos preparando todos os argumentos que possam revogar a decisão tomada pela UEFA".

"O proprietário [Sheikh Abdullah Al Thani] está indignado com esta punição, mas vai continuar a lutar para que o projeto siga em frente."

Juan de Dios Crespo, um especialista em litígios com o CAS, será responsável por liderar o Málaga no processo.

Relacionados