thumbnail Olá,

"Estou tendo mais sorte com a seleção na cara do gol do que com o Barcelona", brincou o atacante

Após a goleada da Espanha sobre o Panamá por 5 a 1, em amistoso realizado nesta quarta-feira, o atacante Pedro deu entrevista ao Marca e se mostrou feliz com a volta da boa fase nos gramados. O jogador falou da Fúria e do Barça.

Pedro disse que está contente com o seu desempenho quando joga pela Espanha nas competições e nos amistosos.

"Estou muito feliz, mas não por mim e sim pela própria equipe. Satisfeito com a evolução que tenho com a seleção, porque cada vez jogo mais minutos e porque cada partida me sinto mais confortável", revelou.

"Estou tendo mais sorte na seleção na cara do gol do que com o Barcelona. Mas me sinto muito bem e confortável em ambos os lugares, mas parece que com a seleção mais sorte com o gol adversário", acrescentou Pedro.

Prestes a ser pai, o atacante relata o contraste desta com a temporada passada em que sofreu lesões e ficou fora de jogos importantes.

"A última temporada foi irregular para mim. Tive lesões, teve grandes jogos em que não entrei e isso afetou a minha confiança".

Pedro também relatou a participação do técnico do Barcelona, Tito Vilanova, para o seu bom rendimento.

"Eu falei com ele e me disse para ficar tranquilo, ele confiou muito em mim e pra mim isso é muito importante, como foi Pep".

Por fim, ele elogiou Messi e disse do privilégio de fazer parte da história do melhor jogador mundo. No entanto, apesar de seu voto ir para o argentino, o atacante queria que um espanhol ganhasse o prêmio Bola de Ouro da Fifa.

"Eu gostaria que ganhasse um espanhol", se referiu a Xavi, Iniesta, Iker Casillas, Sérgio Ramos como principais candidatos.




Relacionados