thumbnail Olá,

O ex-craque argentino falou sobre sua relação com a Federação Argentina de Futebol

Diego Armando Maradona não é desses tipos de pessoa que se calam facilmente. Considerado um dos melhores de todos os tempos, o argentino voltou a falar, dessa vez nos microfones da rádio 'La Red', dos Emirados Árabes.

"Não fico muito na Argentinoa porque sou um exilado esportivo", declarou. "Meu exílio acabará se alguém decidir me contratar ou quando Grondona sair, então eu voltarei". A guerra cruzada contra a AFA (Asociación de Futebolistas Argentinos) e Maradona não é segredo para ninguém.

"Sou um exilado pela AFA,  por Bilardo e por todos que bajulam Grondona", disse Maradona. Grondona, atual presidente da AFA, já brigou com Menotti e teve vários problemas com outros treinadores.

Maradona não se esqueceu da FIFA, a disparou também contra a entidade: "Como eles são tão ricos e os clubes tão pobres?". Ao menos, o técnico assegurou manter uma boa relação com Platini, elogiou o trabalho de Bianchi e Riquelme, e deu um incentivo a Trezeguet.

Por último, falou sobre seu filho recém nascido: "Quando o vi, não acredita que me faria tão feliz. Porém o pobrezinho se parece comigo", comentou entre sorrisos e gargalhadas.

Relacionados