Como será o Manchester City de Pep Guardiola?

O elenco dos Citizens deve passar por uma grande reformulação após a chegada do novo comandante

Pep Guardiola vai desembarcar em breve na Inglaterra, com a missão de levar o Manchester City a outro patamar. Os Citizens, que até se destacaram nos últimos anos, ainda estão abaixo do que é esperado de uma equipe com tanto investimento.

Há um consenso comum de que o atual elenco precisa passar por uma grande reformulação, e após a saída de Manuel Pellegrini, Guardiola terá muito 'trabalho'. Não há apenas uma necessidade de mudança significativa com a chegada de reforços, mas também no comportamento dos jogadores.

Alguns jogadores como Martin Demichelis, Pablo Zabalet, Aleksandar Kolarov, Eliaquim Mangala, Willy Caballero, Wilfried Bony e Yaya Toure provavelmente deixarão o clube na próxima janela de transferências. Fernando, que desempenhou um papel importante na equipe nesta temporada, também pode ser negociado, já que seu estilo de jogo é semelhante ao compatriota Luiz Gustavo, que deixou o Bayern de Munique poucas semanas depois  da chegada de Guardiola e foi substituído por Thiago Alcantara.  

 Aymeric Laporte interessa ao City (Foto: Getty Images

O clube já busca substitutos e principalmente jogadores de posições vitais: defesa e no meio-campo. Aymeric Laporte, do Atlético de Bilbao e John Stones, do Everton, são vistos como jogadores que podem dar um 'up' na defesa. Os dois jovens de 21 anos são capazes de jogar em alto nivel, e se espera que eles sejam maleáveis o suficiente se para beneficiar sob o comando de Guardiola, assim como Jerome Boateng e Javi Martinez em seu primeiro ano na Baviera.

Outros nomes na lista do Manchester City são para reforçar o meio-campo; Um acordo com Ilkay Gundogan estava cada vez mais perto até que o meio-campista do Borussia Dortmund se lesionou; Toni Kroos, que deixou o Bayern contra a vontade de Guardiola para se juntar ao Real Madrid em 2014, também chama a atenção do City; e há poucas esperança de conseguir tirar Paul Pogba da Juventus, depois que ele mostrou ser muito caro. 

A lesão de Gundogan, assim como a Laporte parece não atrapalhar o interesse do clube, que está disposto a contratá-los de qualquer maneira. Há uma série de outros nomes no quadro, como os de Theo Walcott, Alexis Sanchez, Leroy Sane, entre outros.

 Yaya Touré está entre os jogadores que deve deixar o clube após a chegada de Guardiola (Foto: Getty Images)

O fato é que se o clube está pronto para perder os seus jogadores, ele precisa se preparar para substituí-los com talentos do mesmo nível. Guardiola foi bem nos últimos anos ao trabalhar com pequenos esquadrões  - porém versáteis - e ao convocar jovens promissores quando necessário. Considerando o número de saída e a demora para a chegada e adaptação de potenciais reforços, as promessas do City terão uma oportunidade extra de mostrar o que podem fazer ao novo comandante do clube.

Touré parece destinado a ser o primeiro da 'velha guarda' a partir, mas também há pontos de interrogação sobre David Silva e Vincent Kompany. Os dois fiéis sofreram com lesões nesta temporada e existem rumores de que Guardiola quer a saída deles.

Para a surpresa de muitos torcedores, Joe Hart pode ter o seu lugar ameaçado também. Marc-André ter Stegen, do Barcelona, tem sido observado, apesar de Geronimo Rulli,da Real Sociedad, ser uma opção mais barata. A chegada do argentino iria colocar menos pressão sobre Hart do que se Ter Stegen for contratado, mas seria um cenário interessante. 

Essas questões, porém, são certamente abordadas mais tarde, no começo da próxima temporada, e até mesmo nos 12 primeiros meses de Guardiola no City.


GOALLEIA MAIS: GOAL
►Destaques da Bundesliga 2015-16 | Lahm: Devemos ser modelos de conduta | ►Destaques da Premier League 2015-16