Kaká aceita deixar o Real caso seja liberado

Jogador conversará com Ancelotti mas clube não descarta a possibilidade de dispensar o brasileiro sem custos
Após a confirmação do nome de Carlo Ancelotti como novo treinador do Real Madrid, o foco se volta para o brasileiro Kaká, que ainda não tem garantida sua permanência no clube espanhol na próxima temporada. Segundo o jornal Marca, o técnico terá uma conversa com a direção do clube e com o próprio jogador para saber quais são as possibilidades de aproveitamento do atleta.

Ainda de acordo com o veículo espanhol, cresce cada vez mais a intenção da diretoria de dispensar Kaká, tendo em vista que ele recebe um dos maiores salários do elenco, que poderia ser revertido para o aumento da proposta de renovação com Cristiano Ronaldo. Além disso, com a chegada de Isco, é possível que o ex-jogador do Milan perca ainda mais espaço no grupo.

Informações dizem que Kaká não gostaria de deixar Madrid caso tenha que gerar qualquer tipo de custo para o clube que venha a se interessar em contrata-lo. Porém ele aceitaria buscar um novo destino, caso o Real o liberasse sem custo, o que não é totalmente descartado pelos Blancos, tendo em vista a necessidade de investir melhor o valor destinado ao brasileiro.

A transferência para a MLS, Liga norte americana, é uma possibilidade que agrada ao jogador. Recentemente ele passou férias nos Estados Unidos, onde conversou com o brasileiro que administra o Orlando City. Durante esse período o dono do time afirmou que gostaria de lhe usar como carro chefe para o acesso da equipe a principal liga de futebol do país, já que lá as ligas funcionam como franquias e os candidatos devem apresentar atrativos convincentes aos demais participantes que sua equipe trará benefícios ao campeonato.