thumbnail Olá,

Dirigente do time catalão falou sobre a possibilidade de seu ex-treinador levar atletas para embarcar em novo projeto.

Pep Guardiola foi o treinador mais bem sucedido do Barcelona. Em quatro anos, faturou nada menos que 14 títulos. Saiu de cabeça erguida, pela porta da frente e por sua própria decisão: segundo ele, um ciclo vitorioso estava chegando ao fim e, afinal, era hora de deixar o clube e evitar desgastes que sempre vêm com o tempo.

Sandro Rosell, presidente do Barcelona, disse que muitos clubes têm tentando sucessivamente levar jogadores e profissionais de várias áreas do time, mas sem obter nenhum sucesso.

“Já houve tentativas do Manchester City a todos os níveis da estrutura de nosso clube e ninguém quis ir. Tentaram pescar aqui, mas ninguém mordeu a isca" disse o confiante Rosell.

Pep Guardiola continua sem clube, mas fortes rumores ligam-no ao Bayern de Munique, da Alemanha.

Sobre a forte influência que o treinador exerce sobre os plantel do Barcelona e, consequentemente, a possibilidade de algum assédio por parte de Guardiola para levar antigos comandados culés ao clube no qual venha a trabalhar, Sandro Rosell foi enfático em recriminar a ideia.

“Espero que Pep volte a sua atenção a outros jogadores e não aos nossos quando for construir seu novo projeto" disse o dirigente à rádio RAC 1.

Atualmente, o Barcelona vive um excelente momento no Campeonato Espanhol, liderando a competição com larga vantagem sobre o Atlético de Madrid, segundo colocado.

Relacionados