thumbnail Olá,

Ex-são paulino foi muito aplaudido e teve seu nome gritado pela torcida do PSG no seu primeiro jogo pela nova equipe

Lucas vestiu a camisa do Paris Saint-Germain e se apresentou diante da torcida frances pela primeira vez nesta sexta-feira. Apesar da ansiedade, do frio e da falta de entrosamento com os companheiros, Lucas se disse satisfeito com o seu desempenho. O meia sentiu cãimbras e teve de deixar o campo antes do fim do frustrante empate em 0 a 0 com o modesto Ajaccio, mas isso não estragou o sabor da estreia.

"Fiquei feliz por ter estreado, conhecido o estádio e a torcida. Claro que queria a vitória, nós poderíamos ter vencido, tinhamos qualidade pra isso. Mas não era nosso dia, a bola não queria entrar. Paciência. Vale a estreia. Aqui é bem diferente, o frio principalmente, e eu estava um tempo sem jogar, então no final tive caimbra. Mas passei um gelo e já estou bem de novo," disse, em entrevista ao canal Sportv.

A torcida francesa nem precisou vê-lo jogar para que Lucas fosse ovacionado. Recebeu aplausos das arquibancadas e teve seu nome gritado várias vezes no Parc de Princes.

"Acho que eles estavam na expectativa pra me conhecer e me ver estrear. Foi muito bacana o carinho que eu recebi. Vou dar meu máximo para deixá-los felizes e levar o PSG pra frente. Quando entrei campo eu tinha que fazer o que me trouxe até aqui. Minha caracteristica é pegar a bola e partir para cima. É o que o torcedor quer ver. Sempre que tive oportunidade, eu fiz isso. Quero mostrar meu futebol. Acho que eles gostaram disso."

Perguntado sobre as dificuldades, o ex-são paulino diminuiu os pequenos problemas de início de carreira na Europa, e ainda disse que pretende estar em forma para mostrar ao novo técnico da Seleção, Luis Felipe Scolari, que merece continuar sendo convocado para vestir a amarelinha.

"Aos poucos vou me adaptando, me entrosando e conhecendo cada jogador. O jogo é muito rápido, a grama é lisa, a bola corre muito. Vou me adaptando a isso aos poucos. Pela estreia, acho que fui bem. Mas a tendência é melhorar. Estou em forma e tranquilo, me sinto bem tecnicamente, fisicamente ainda posso melhorar. Minha juventude ajuda isso. No dia a dia, vou fazer o meu melhor para ser convocado," encerrou.

Relacionados