thumbnail Olá,

Em 2012, argentino de 25 anos bateu recorde de gols do alemão Gerd Muller, que já perdurava há 40 anos. Ganhou a Bola de Ouro nos três últimos anos.

No coletivo, Lionel Messi certamente frustrou-se por não ter conquistado títulos expressivos na temporada 2011-2012, mas, particularmente, viveu um ano memorável. Foram muitos golaços, mas um tento em especial marcou os brasileiros: o que selou a vitória hermana sobre nossa seleção por 4-3.

Apesar dos quase incontáveis gols de categoria reconhecida, Messi não deixou de marcar os mais fáceis. Gols de pênalti, gols em que só precisou completar ou ainda aqueles em que um drible simples abriu a clareira para o marcador; Lionel assinalou quase todos com eficiência. O resultado disso foi que, um após o outro, a coleção do artilheiro foi ficando cada vez mais próxima da marca histórica do ícone alemão Gerd Muller.

Em três partidas amistosas com a camisa da Argentina - contra Equador, Brasil e Argentina -, o atual dono do título de Melhor do Mundo marcou cinco gols. Tempos atrás, dizia-se que Lionel não costumava ser eficiente para a Seleção Argentina. Essa ideia já não existe mais.

Se Messi conquistar hoje, logo mais, a Bola de Ouro, será a quarta vez que leva para casa a honraria máxima para um atleta de futebol, mas uma façanha a mais estaria embutida nisso: seria reconhecido, a partir de então, como o maior vencedor da história do prêmio.

Relacionados