thumbnail Olá,

Além disso, o dirigente afirmou que é contrário a multi-propriedade de jogadores e se mostrou favorável ao Mundial do Qatar

Michel Plantini, presidente da UEFA, assistiu ao ciclo de conferências que está sendo realizado em Dubai com numerosas personalidades do mundo do futebol, onde assegurou que não aprova o uso de tecnologia no futebol: "O que devemos fazer é preparar adequadamente aos árbitros", afirmou.

"Sou completamente contrário a sua aplicação no mundo do futebol. Se recorremos ao olho eletrônico nos custará 30 milhões ao ano, 150 em um ciclo. Prefiro investir esse dinheiro no desenvolvimento do futebol", assegurou em sua intervenção na conferência.

Além disso, falou sobre os temas mais latentes no mundo do futebol. Ele defende que os campeonatos devem ser apitados sempre por árbitros locais: "Não entendo a utilização de árbitros estrangeiros em ligas nacionais". Sobre a multi-propriedade de alguns jogadores se mostrou totalmente contrário a isso, afirmando que "favorece a especulação", afirmou.

Muito se está falando de celebrar algum mundial no inversos, algo que apoia no caso do Qatar por seus verões muito quentes: "Sou um grande defensor no caso do Qatar, porém não quando forem na Europa. Deve-se disputar a competição na estação que ofereça melhores condições para a prática de futebol".

Platini também afirmou que os magnatas do futebol deveriam ser probidos quando seu foco for especular e ganhar dinheiro, porém caso queiram ajudar no desenvolvimento do esporte são bem vindos.

Relacionados