thumbnail Olá,

Pressionado por insucessos recentes, francês diz que não abrirá mão de fazer o melhor pelo clube londrino

Longe dos melhores anos do Arsenal e colecionando uma série de insucessos, o mais recente deles com a eliminação para o modesto Bradford na Copa da Liga, o técnico Arsene Wenger volta a ter seu trabalho posto à prova no clube. Mesmo reconhecendo a pressão, o francês afirma que manterá a mesma postura dedicada em relação à sua filosofia.

"Meu trabalho é estar sempre determinado. Eu amo o futebol, amo este clube e sempre dou meu melhor por ele", disse em coletiva de imprensa nessa sexta-feira.

"Continuo com a mesma determinação e a mesma ambição. Se não as tivesse, não estaria aqui. Entendo que as pessoas criticam quando os resultados não são os esperados."

Wenger também negou o possível abalo na relação com os jogadores, uma vez que a mídia inglesa tem sugerido o contrário.

"Essa equipe sempre está interessada. Não questiono o espírito de meus jogadores", acrescentou.

Os Gunners encaram o Reading na próxima segunda-feira, fora de casa, pela Premier League. Atualmente, a equipe ocupa a sétima colocação com 24 pontos, quinze atrás do líder Manchester United.

Relacionados