thumbnail Olá,

Após 2014, goleiro diz que será o momento de uma nova geração liderar a Fúria

Campeão do mundo em 2010, e bicampeão europeu em 2008 e 2012, o goleiro Iker Casillas já começa a pensar no futuro pós-seleção espanhola. Após a Copa de 2014, o capitão da Fúria e do Real Madrid já pensa em deixar de defender o país, para que a nova geração tenha espaço para dar sequência ao momento de supremacia dos ibéricos no futebol.

"Após a Copa do Mundo muitos devem parar de jogar pela Espanha. Assim, os jovens jogadores poderam chegar", comentou ao As.

"Por isso, vencer a Copa será o grande clímax. Depois disso, talvez as coisas nunca sejam as mesmas novamente. Seremos favoritos para o Mundial do Brasil, mas não será fácil vencer dois títulos na sequência, como aconteceu na Euro, ainda que tenhamos uma grande equipe."

Sobre deixar os gramados, no entanto, o espanhol vê como uma possibilidade mais remota.

"Vou jogar até quando minha cabeça aguentar, mais até do que o corpo. O desgaste de jogar na elite é mais mental, há muita pressão, mesmo que o profissional possa ter mais vantagens."

"Minha ideia é jogar até os 35 ou 36 anos, que é quando se encerra meu contrato com o Real Madrid", acrescentou.

Casillas, 31 anos, volta a campo no sábado, quando o Real encara o Valladolid fora de casa, pela Liga Espanhola.

Relacionados