thumbnail Olá,

Nesta quarta-feira, o site do jornal esportivo Marca ressalta que os jogadores do Real Madrid são "amigos do peito", tanto é que trocam carros de luxo

A polêmica homenagem que Sergio Ramos queria fazer a Mesut Özil, em uma possível provocação ao técnico José Mourinho, continua gerando forte repercussão na imprensa espanhola. Nesta quarta-feira, o site do jornal esportivo Marca ressalta que os jogadores do Real Madrid são "amigos do peito", tanto é que trocam carros de luxo.

Na última terça-feira, o mesmo diário publicou na capa a manchete "Ramos desafia Mou", junto a uma foto do jogador durante a partida contra o Deportivo La Coruña, disputada no último domingo, no Estádio Santiago Bernabéu. Na imagem, vê-se a camisa 10, do alemão Özil, por debaixo da de número 4, do atleta espanhol.

Sergio Ramos minimizou o ocorrido explicando que, caso fizesse um gol na partida, o que acabou não acontecendo, queria simplesmente homenagear o amigo. O jornal, no entanto, interpretou a atitude como uma provocação a Mourinho, que havia substituído o meia alemão no intervalo do jogo, válido pelo Campeonato Espanhol e vencido pelo Real Madrid por 5 a 1.

Nesta quarta, o Marca ressalta que Sergio Ramos e Özil realmente mantêm "uma relação estreita". O espanhol teria sido decisivo para a integração do alemão e do compatriota deste, o volante Sami Khedira; ambos chegaram ao Real Madrid em 2010.

Como o meia de origem turca já se comunica com facilidade em espanhol, tornou-se um grande amigo do zagueiro e lateral direito. "Tal é a relação que faz alguns dias trocaram seus carros", escreve o jornal, informando que Özil deixou um de seus últimos modelos alemães para Ramos, que por sua vez emprestou um Porsche ao colega.

"Ontem (terça-feira) no treinamento também foram vistos conversando e sorrindo. São dois amigos. E pelos amigos se faz qualquer coisa", completa o diário, em meio à polêmica.

Sergio Ramos e Mourinho mantêm um atrito desde 18 de setembro, quando o espanhol perdeu a vaga de titular para o zagueiro francês Raphael Varane na vitória por 3 a 2 sobre o Manchester City, no Bernabéu, pela Liga dos Campeões da Europa. Na ocasião, o Real Madrid vivia má fase, vindo de derrota por 1 a 0 para o Sevilla, pelo Espanhol.

A opção de Mourinho teria irritado o defensor, titular da Espanha na conquista da Copa do Mundo de 2010 e das Eurocopas de 2008 e 2012. Segundo o site do jornal catalão El Mundo Deportivo, o jogador poderia se transferir ao Chelsea, mas nesta terça ele afirmou no Twitter que a relação com o português "é boa, honesta e clara".

Sobre o fato de ter usado o uniforme de Özil, o espanhol se defendeu contra o que chamou de "mentiras" da imprensa. "Mesut é um grande amigo e lhe disse faz tempo que meu primeiro gol da temporada seria para ele e, aproveitando sua substituição, coloquei sua camiseta, confiando que poderia ser meu primeiro gol. Nada mais", escreveu.

Aparentemente em baixa com Mourinho, Ramos e Özil podem ser titulares do Real Madrid nesta quarta. A partir das 15h45, o time visita o Ajax, na Amsterdam Arena, pela segunda rodada do Grupo D da Liga dos Campeões.

Relacionados