thumbnail Olá,

O técnico Alex Ferguson não fez questão de medir as palavras utilizadas após a derrota do Manchester United por 3 a 2, para o Tottenham, no último sábado

O técnico Alex Ferguson não fez questão de medir as palavras utilizadas após a derrota do Manchester United por 3 a 2, para o Tottenham, no último sábado. Segundo o comandante dos Diabos Vermelhos, o árbitro escalado para apitar o confronto entre as duas equipes foi o grande protagonista do revés acumulado por seu time no Campeonato Inglês.

"Eles deram quatro minutos. É um insulto. Eles Te negam a chance de vencer uma partida de futebol", bradou o comandante, inconformado com o fato de os Spurs  terem vencido após 23 anos de jejum no estádio Old Trafford. Além disso, o clube de Manchester perdeu a segunda posição para o Everton, que derrotou o Southampton por 3 a 1 e chegou aos 13 pontos na competição nacional.

Sem abordar a posição perdida na Premier League  e a liderança isolada do Chelsea na competição, Ferguson recordou dos constantes atrasos de seu adversário no confronto e como isto beneficiou o time de André Villas-Boas no segundo tempo. "Houve seis substituições. Só isso são quatro minutos. O goleiro deve ter gastado dois minutos. Eles olhavam para o relógio em cada cobrança de tiro de meta, isso é óbvio para qualquer um", completou.

O Manchester United é o terceiro colocado no Campeonato Inglês e precisará trabalhar para alcançar os quatro pontos de vantagem do Chelsea - os Diabos Vermelhos aparecem com 12, enquanto o seu rival soma 16. O próximo jogo da equipe será realizado no próximo domingo, contra o Newcastle, no Sports Direct Arena.

Clube poderá trocar Nani por Sneijder
A possível briga de Nani em um treino do Manchester United poderá render ao português uma passagem só de ida para o futebol italiano. O jogador não acumulou boas atuações neste início de temporada e poderá ser trocado pelo meia holandês Wesley Sneijder, da Inter de Milão.

O meia dos nerazzurri é sonho antigo de Alex Ferguson e ficou muito perto de reforçar a equipe no início deste ano. Após uma longa novela na cidade de Milão, a diretoria concordou em optar por sua manutenção e rejeitou as ofertas milionárias que o clube inglês preparava por seu camisa 10.

Relacionados