thumbnail Olá,

Samuel Eto'o acusou os líderes da federação de Camarões de corrupção. O atacante ainda disse ter sofrido ameaças de morte

O atacante Samuel Eto'o acusou os líderes da federação de Camarões de corrupção. O jogador ainda disse ter sofrido ameaças de morte. A denúncia foi feita ao jornal local "'Je Wande".

"Há algumas pessoas que querem continuar a gerir o dinheiro que nós, jogadores, geramos. A realidade é que essas pessoas só enchem os seus bolsos", afirmou Eto'o.

"Por poder denunciar tudo isso fui repetidamente alvo de ameaças de morte", revelou.

O atacante mencionou que sempre que vai ao seu país tem a sua casa vigiada por policiais e seguranças.

"Vivo com um grupo de seguranças e um deles dorme na minha porta. Não faço isso para aparecer, mas sim por segurança".

Questionado sobre o assunto, o responsável pela comunicação da Federação, Junior Bynyam, desmentiu Eto'o.

"Não há nada de concreto no que Eto'o disse. Não falou um único nome, nem de quem sofreu ameaças".

O jogador está neste domingo na África do Sul para acompanhar a final da Copa Africana de Nações entre Nigéria e Burkina Faso, no estádio Soccer City, em Joanesburgo.

Relacionados