thumbnail Olá,

Gana, Nigéria e Costa do Marfim avançam, enquanto Marrocos e Tunísia ficam pelo caminho

A Copa Africana de Nações já tem as suas quartas-de-final definidas. O torneio, que acontece na África do Sul, sede da última Copa do Mundo, irá definir a última seleção que irá participar da Copa das Confederações, em junho, no Brasil. Nesta quarta-feira, aconteceram os últimos jogos da fase de grupos, definindo, assim, os últimos classificados para a próxima fase.

No domingo, a África do Sul evitou uma eliminação preconce. A dona da casa conseguiu um empate com o Marrocos, que vencia por 2 a 1 até os 26 do segundo tempo. Com o resultado, a seleção garantiu o primeiro lugar no Grupo A, com cinco pontos - mesma pontuação de Cabo Verde, em segundo, depois de vencer Angola por 2 a 1 no clássico das ex-colônias portuguesas. Ambas as equipes tinham chances de classificação, mas os cabo-verdianos levaram a melhor.

Na segunda-feira, Gana e Mali, duas das favoritas ao título, conseguiram suas classificações no Grupo B. Os ganeses venceram Níger com tranaquilidade, por 3 a 0, com gols de Gyan, Atsu e Boye, e chegaram aos sete pontos, garantindo a liderança do grupo. Mali empatou em 1 a 1 com a República do Congo, do goleiro Kidiaba - aquele, do Mazembe, que imortalizou sua celebração de gol ao eliminar o Internacional do Mundial de Clubes em 2010.

Kidiaba chegou a comemorar com sua clássica "quicadinha" quando seu time saiu na frente logo aos três minutos de jogo. Mas como diz o ditado, quem ri por último, ri melhor, e Mali conseguiu o empate aos 14, com Samassa, garantindo a classificação para as quartas.

A grande surpresa da competição, até aqui, aconteceu na terça-feira, quando a atual campeã, Zâmbia, deu adeus à competição ainda na primeira fase depois de um empate sem gols com Burkina Faso. Os burquinenses fecharam o Grupo C na liderança, com cinco pontos, e irão às quartas-de-final.

Em segundo lugar ficou a Nigéria, que venceu a Etiópia por 2 a 0 e alcançaram os mesmos cinco pontos de Burkina Faso, porém com saldo de gols inferior. O grande destaque da vitória nigeriana foi o meia-atacante do Chelsea Victor Moses, que converteu os dois pênaltis da partida.

Por fim, o Grupo D terminou de forma melancólica para a Tunísia: precisando vencer Togo para ficar com a segunda vaga da chave, a equipe do norte do continente empatou em 1 a 1, gols de Gakpe e Mouelhi, de pênalti. No entanto, uma atuação muito ruim do árbitro Daniel Bennett deixou de marcar dois pênaltis para os tunisianos que, verdade seja feita, tiveram outra chance para passar à frente na marca da cal, mas acabaram desperdiçando.

Na outra partida, a líder Costa do Marfim encerrou sua participação na chave com um empate em 2 a 2 com a Argélia, gols de Drogba e Wilfried. Os argelinos terminam a Copa das Nações como 'saco de pancadas' do Grupo, somando apenas um ponto em nove possíveis.

As quartas-de-final iniciam já no sábado

Jogo 1: África do Sul x Mali, Moses Mabhida, sáb 02/02, 16h30m
Jogo 2: Costa do Marfim x Nigéria, Royal Bafokeng, dom 03/02, 13h00
Jogo 3: Burkina Faso x Togo, Mbombela Stadium, dom 03/02, 16h30m
Jogo 4: Gana x Cabo Verde, Nelson Mandela Stadium, sab 02/02, 13h

Relacionados