thumbnail Olá,

Para o Rei, treinador já provou seu valor, e está sendo prejudicado por fatores que enfraquecem o elenco alvinegro

A campanha apenas intermediária do Santos no Brasileirão 2012 (é 11º colocado após 33 rodadas) já começa a motivar as primeiras críticas ao trabalho do técnico Muricy Ramalho após uma temporada vitoriosa no ano anterior. Mas ele não está só: o ídolo Pelé saiu em defesa do comandante alvinegro, lembrando que ele muitas vezes não tem condições de colocar em campo aquilo que tem de melhor.

"Eu acho que a situação mais complicada que vem ocorrendo no Brasil nos últimos anos é que os presidentes de todos os clubes, quando perdem um jogo, não têm como explicar e mandam o treinador embora. O culpado sempre é o técnico. Precisa ver também se a diretoria ouviu e atendeu aos pedidos do treinador, ver se tem jogador machucado, esse negócio de a Seleção tirar os jogadores dos clubes...", disse, conforme publicado no Marca Brasil.

O Rei do Futebol ainda lembrou que o Peixe não conta com o mais qualificado dos elencos, capaz de manter um nível de desempenho acima da média, como acontecia no passado.

"No meu tempo, quando tiravam Pelé e Pepe, tinha o Zito e o Del Vecchio. O Santos tinha jogadores para dois times. Agora, infelizmente, não tem. Acho que o Muricy já provou que é um grande técnico. Ele tem de ter a oportunidade de acertar o time", acrescentou.

No sábado, às 19h30m, o Santos encara o Cruzeiro no Independência, pela 34ª rodada do Brasileirão.



Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.

Relacionados