thumbnail Olá,

Corintiano acredita que Pirata foi puxado no gol de mão contra o Inter, e lembra como resultados não eram disputados judicialmente na Argentina

O argentino Barcos ganhou um aliado em meio a polêmica que levou à suspensão dos pontos da partida entre Inter e Palmeiras, no último final de semana. O atacante Juan Martínez, do Corinthians, saiu em defesa de seu compatriota, alegando que ele teria sido puxado no lance em que marcou um gol de mão, posteriormente anulado pela arbitragem, e que originou toda a confusão.

"Tem de ver como foi o lance. O jogador do Inter puxou o Barcos, que acabou subindo a mão. Ele não teve intenção de pegar a bola com a mão, mas não estou pensando no Palmeiras, e sim no Corinthians. O que se passa nos demais times não é do meu interesse", afirmou, em declarações reproduzidas pelo Terra.

"Defendo jogador, seja de Palmeiras, Corinthians ou Inter. Não importa o time em que joga."

Martínez, no entanto, lamenta que a discussão tenha se alongado até uma disputa judicial. O Palmeiras pede a suspensão da partida por alegar que o árbitro Francisco Carlos do Nascimento só tomou a decisão de não dar o gol após fazer uma consulta eletrônica.

"Na Argentina, quando o jogo acabou, quem ganhou já está certo e ninguém pode fazer mais nada, só pensar na próxima partida", ponderou, sem se envolver. "Se viram a jogada pela TV, não sei o que se passará", concluiu.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
   

Relacionados