thumbnail Olá,

Treinador não cessa cobrança sobre a equipe, apesar da falta de objetivos até o fim da temporada

Depois de apresentar uma leve melhora no Brasileirão, o Santos voltou a perder, desta vez nas mãos da Ponte Preta (1 a 0, no domingo), e viu suas chances de conquistar uma vaga na próxima Copa Libertadores ainda mais longe. O técnico Muricy Ramalho, no entanto, não quer saber da falta de metas da equipe como justificativa para uma atuação tão fraca como a do Moisés Lucarelli.

"Quem está vestindo a camisa do Santos não pode ter essa. Só por causa disso tem que ter a maior motivação do mundo. Agora, isso existe dentro de cada um. Motivado você tem que estar sempre", afirmou o comandante, em declarações reproduzidas pela Placar.

Pragmático, Muricy coloca a necessidade de melhora dentro de campo como obrigação para o Peixe.

"Não existe essa coisa de psicológico. Jogar todo dia é obrigação. Não podemos dar desculpas, pois seria tirar os méritos do adversário e isso não pode acontecer. Agora, nós temos que melhorar nas últimas rodadas. O time todo foi muito mal e é nossa função mostrar um futebol melhor neste término de competição", encerrou.

Em 11º no torneio, o Santos recebe o Náutico, na quinta-feira, a partir das 21h.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
   

Relacionados