thumbnail Olá,

Para o jogador, vitória e derrota não podem ser creditadas apenas em alguns nomes, pregando o companheirismo no Flamengo

O Flamengo enfrenta o Santos nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, sob a pressão por um resultado positivo. O time, que não vence há cinco partidas, quer iniciar diante da equipe paulista uma nova fase no Brasileiro.

Para alcançar esta mudança positiva, na opinião do lateral esquerdo Ramon e do treinador Dorival Júnior, a equipe rubro-negra tem que reencontrar a alegria dentro de campo.

"Após o treino, o Dorival teve com a gente uma conversa de rotina, como ele sempre faz, tentando fazer com que a equipe retome a alegria de jogar que sempre teve e consiga ter o desempenho que nós estávamos tendo em outros jogos", disse Ramon, que volta a equipe após cumprir suspensão pelo terceiro cartão marelo.

E foi justamente no Brasileiro do ano passado, contra o Santos, com a presença de Neymar & Cia, na Vila Belmiro, que o Flamengo imprimiu uma das mais espetaculares viradas de toda sua história, quando perdia o jogo por 3 a 0 e terminou a partida como vencedor, com placar de 5 a 4.

Para que a atual fase de instabilidade dê lugar a momentos de glória de outrora, Ramon sugere que a equipe do Flamengo tenha união e distribua, de forma equivalente, as responsabilidades.

 "Sabemos que nossa colocação não é confortável e que temos que melhorar. Todos nós somos auto críticos nesta situação. Temos que procurar estarmos juntos e resolver tudo juntos. Quando o time perde ou ganha todos são responsáveis. Somos um grupo e tem que continur assim. O ambiente interno está bom e creio que a partir de amanhã (contra o Santos) a situação vai melhorar", prevê o camisa 6.

O Flamengo enfrenta o Santos nesta quarta-feira (12.09), às 22h, na Vila Belmiro. A partida é válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Mais Querido do Brasil ocupa a 13ª posição na tabela da competição, com 27 pontos somados.

Relacionados