Conselho de Educação Física espera que Inter afaste Fernandão do cargo

Segundo a entidade, técnico colorado não é um profissional formado na área e, portanto, não pode exercer atividade
Em semana de clássico, não é só com o Grêmio que o Inter terá de se preocupar nesta semana. Em nota em seu site oficial, o Conselho Regional de Educação Física do Rio Grande do Sul (CREF-RS) afirma que ingressará com uma ação na Justiça Federal contra o técnico Fernandão e contra o clube gaúcho, em virtude do descumprimento da notificação expedida pela entidade há pouco mais de um mês, quando o comandante assumiu o cargo.

Como havia informado na ocasião, o CREF considera que Fernandão não pode exercer a profissão de técnico que, segundo legislação específica, só poderia ser exercida por profissionais formados na área. Na quinta-feira, caso o clube não afaste o treinador, a entidade promete ingressar com a liminar para fazer valer sua posição. A ideia é impedir que ele comande a equipe no clássico de domingo, no Beira-Rio.

"Se houver decisão da Justiça neste sentido, vamos fazer a fiscalização e tentar impedi-lo de continuar exercendo irregularmente a profissão. Podemos, inclusive, pedir auxílio da Brigada Militar", disse a advogada Cristiane da Costa de Almeida.

Uma queixa em uma delegacia de Polícia contra Fernandão é uma hipótese considerada pela entidade.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.