thumbnail Olá,

Entidade voltou atrás na proibição da venda do prato típico durante a Copa do Mundo de 2014

O ex-jogador Romário nunca perde a oportunidade de atacar a Fifa, e dessa vez não foi diferente. O deputado federal pelo PSB-RJ comemorou a decisão final da entidade, que voltou atrás sobre a proibição da venda de acarajé no entorno do estádio em Salvador durante a Copa do Mundo de 2014.

Romário é um dos maiores críticos das flexibilizações que o Governo tem feito em favor da Fifa. Em seu Twitter, ele deixou bem claro o que pensa sobre os assuntos envolvendo o torneio.

"Fifa recua e afirma querer baianas tradicionais vendendo acarajé na Copa em Salvador. Já não era sem tempo...", dizia uma das postagens.

"A FIFA tem que entender que o Brasil é uma nação, eles são apenas uma entidade e devem se adequar as leis e aos costumes brasileiros. Viva a Bahia!"

A posição inicial da entidade dava conta que qualquer comercialização de alimentos nos estádios e entornos durante o Mundial deveria ser feita por uma empresa que vencesse a concorrência. Em nota divulgada na última sexta, porém, a Fifa admitiu 'discutir com o Comitê Organizador Local' para permitir a venda informal do acarajé dentro do planejamento do megaevento.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
   

Relacionados