thumbnail Olá,

Texto deve ser aprovado no Senado e pela presidente Dilma Roussef. Autor da emenda ressalta a necessidade de transparência das contas públicas

A Fifa está isenta de pagar o Imposto sobre Seviços (ISS) aos municípios envolvidos na Copa das Confederações de 2013 e na Copa do Mundo de 2014, mas deverá prestar contas publicamente pela internet. Nesta quinta-feira, a Câmara de Deputados aprovou o Projeto de Lei que garantiu o benefício à entidade, mas uma emenda exigirá que sejam divulgados todos os gastos envolvidos nos projetos referentes aos eventos.

Autor da proposta, o deputado Otávio Leite (PSDB/RJ) ressaltou a importância da transparência nas ações da Fifa com a população brasileira.

"Embora se saiba que o país assumiu compromissos para diminuir custos dos investimentos, a isenção de um imposto é algo sério. No mínimo, é indispensável garantir transparência. Daí a necessidade da emenda, para que cada gasto que implique o uso do beneficio seja informado", conta ao Lancenet.

Outras empresas ligadas ao Mundial, como o COL, CBF e construtoras, também estão isentas do ISS. A Fifa deverá, nas palavras do parlamentar, criar um portal para a divulgação das informações.

"Uma vez publicado, vamos avaliar se o serviço é importante aos eventos. O que não estiver, vamos exigir que as prefeituras cobrem o ISS da Fifa."

"Isso não pode ser divulgado de maneira escondida, no bolo de outros assuntos. Vão ter criar um portal específico para isto", acrescentou.

O Projeto de Lei segue agora para o Senado e, se aprovado, encaminhado posteriormente para sanção presidencial. Como se trata de um interesse do Governo, a tendência é que fiscalização será aprovada até o fim do ano.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
   

Relacionados