thumbnail Olá,

Em nota, a Secopa informou “que a decisão tomada não traz nenhum tipo de alteração no cronograma e planejamento de operações do estádio"

O consórcio Minas Arena, responsável pela reforma e administração do Mineirão, rompeu o contrato com a empresa Lusoarena, que havia sido contratada para auxiliar na gestão do estádio, em parceria com a norte-americana Global Spectrum.

Em nota, a Secretaria de Estado Extraordinário da Copa do Mundo (Secopa) informa “que a decisão tomada não traz nenhum tipo de alteração no cronograma e planejamento de operações do estádio”.

A execução das obras do Estádio Mineirão já atingiu 78%. Estão em fase final o piso do estacionamento coberto e as construções da arquibancada inferior, dos camarotes, banheiros, vestiários e da esplanada. O encerramento das obras está previsto para 21 de dezembro deste ano.

Relacionados