thumbnail Olá,

Secretário-geral confia na solução para o imbróglio entre Governo Federal e Fifa

Encerrando a visita a três cidades-sede da Copa do Mundo iniciada na segunda-feira, o secretário-geral da Fifa Jerome Valcke afirmou que a entidade ainda não recuou sobre a liberação de bebidas alcoólicas nos estádio. Com a aprovaçao da Lei Geral em maio, que proíbe o comércio de álcool, o suíço vê a negociação individual com as sedes como a saída para o fim do imbróglio.

"A lei tem coisas que não são exatamente como nós esperávamos, mas sabemos ao menos o que nós temos que fazer, e o que temos que fazer em relação ao álcool", afirmou Valcke, em declarações publicadas no Estadão.

"O que temos que fazer é negociar cidade por cidade, com as 12 cidades, e isso é o que iremos fazer. Não é o fim do mundo", disse.

Apenas quatro dos doze estádios que receberão o evento possuem legislação específica sobre a proibição da venda de álcool, mas a situação é contornável. Uma das exigências da Fifa é a liberação do comércio de bebida, algo que foi negociado como condição mínima para as cidades-sede.

No encerramento da vistoria a Recife, Natal e Brasília, a comitiva, que também contava com os membros do COL, Romário e Bebeto, além do ministro do Esporte Aldo Rebelo, comemorou a maior integração entre as partes que tratam da preparação para 2014.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
          

Relacionados