thumbnail Olá,

A reforma já custou cerca de 163 milhões a mais que o previsto no orçamento inicial. Estima-se hoje que os valores das obras no estádio possam chegar a R$ 1 bilhão

Faltando apenas um ano e oito meses para a Copa do Mundo no Brasil, o Maracanã foi reaberto hoje com apenas 40% das obras de reforma concluídas. A reforma do estádio já custou cerca de 163 milhões a mais que o previsto no orçamento inicial. Estima-se hoje que os valores das obras no estádio possam chegar a R$ 1 bilhão, até a sua conclusão.  

Palco designado para receber a final da Copa do Mundo de 2014, o estádio está passando por uma verdadeira transformação para poder sediar os jogos do Mundial. Entretanto, muitas polémicas surgiram em torno dos milhões dados para a “modernização” do Maraca.

Segundo informações do Tribunal de Contas da União, o Maracanã é o local que possui o maior número de irregularidades entre as obras dos estádios que receberão os jogos da Copa do Mundo de 2014. Agora o custo total da reforma está em R$ 975 milhões.

Falhas na elaboração do projeto e pendências no estudo sobre a viabilidade económica foram apenas algumas das irregularidades apontadas pelo TCU. Além de indícios de irregularidades na licitação para a contratação da obra, a descaracterização do estádio se tornou motivo de polémica.   

O ex-jogador Romário, ídolo do tetracampeonato e agora deputado federal, chegou a condenar os altos custos das obras, cujo orçamento chegou a beirar a marca de 1 bilhão de reais. "É um gasto totalmente desnecessário. E eu posso falar isso porque vivi ali dentro. O Maracanã está descaracterizado. Quem sabe vão até trocar o nome do estádio?", reclamou o jogador.

Em 1993, Romário fez no estádio o jogo mais importante da sua carreira, marcando dois gols na vitória do Brasil sobre o Uruguai nas eliminatórias e garantindo a classificação da seleção brasileira na Copa do Mundo dos Estados Unidos.   

A polêmica continuou e chegou-se a pensar na redução do custo das obras de 931 milhões para 860 milhões de reais, o que não passou de especulação. O baixinho novamente resmungou, incrédulo: "É muito triste isso. Me deu até uma coisa do peito de ver essa cena".

Reformas

De acordo com as autoridades, o valor se deve as exigências da FiFa quando o Brasil foi escolhido como sede da Copa, além da importação de aparelhos e troca da cobertura de concreto por uma lona tencionada. Até aí tudo certo.

O problema é a soma de tudo isto a outras reformas já feitas no Maraca em 2000, por exemplo, durante o Mundial de Clubes e para o Pan de 2007, ao qual novos gastos foram feitos com a promessa que o estádio ficaria pronto para a Copa de 2014, a quantia gasta em reformas no “Maior do Mundo” poderia ultrapassar bastante a marca de 1 bilhão. Investimento alto ou dinheiro jogado no lixo?

E depois da reforma, o que será feito do Maracanã? Para muitos, a alternativa seria ceder o estádio ao Flamengo ou a um pool formado entre Flamengo e Fluminense que dariam um pagamento mensal a Prefeitura do Rio, passando assim para a administração privada.

 

Atraso

Inicialmente previsto para ser entregue “reformado” no fim de 2012, as obras de modernização do estádio continuam se arrastando. O atraso pode fazer com que o estádio fique de fora da Copa das Confederações, disputada no Brasil ano que vem. A Fifa já declarou que pretende excluir o estádio por não acreditar que as obras ficarão prontas ate o prazo final exigido pela entidade.

Para cumprir o prazo, já está a ser cogitada a possibilidade de turnos extras de trabalho para acelerar as obras. O Comitê Organizador Local (COL) teria dito a FiFa que pretende dar bônus aos operários para que eles não interrompam os trabalhos.   

O secretário extraordinário da Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016 assegurou que a arena estará pronta em junho de 2013…Será?

Relacionados