thumbnail Olá,

Conteúdo só será divulgado após recebimento

Ao que parece, o governo brasileiro e a FIFA estão procurando aliviar as tensões geradas após as declarações do secretário-geral, Jerome Valcke. Após o pedido de desculpas do suíço, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, informou que enviará uma carta como resposta, mas que o conteúdo só será revelado após o recebimento da outra parte.

"Como posso escrever uma carta para uma pessoa e ela ficar sabendo o teor da carta pela imprensa? Quando eu enviar a carta, as senhoras e os senhores ficarão sabendo. Eu recebi uma carta com os pedidos de desculpas e vou responder a essa carta", disse, em declarações reproduzidas no GloboEsporte.

O tom mais calmo de Rebelo, que chegou a afirmar que não negociaria mais com Valcke, não significa que a crise está superada. O ministro não confirmou se irá se encontrar com o secretário-geral na próxima semana, quando estão previstas mais visitas da FIFA às sedes do Mundial de 2014.

Sepp Blatter, presidente da entidade máxima do futebol, divulgou uma carta de desculpas à presidente Dilma Rousseff e ao governo brasileiro pelo incidente com Valcke, sublinhando sua preocupação com a piora nas relações entre entidade e o país-sede.

"Como presidente da Fifa e pessoalmente, meu único comentário com relação a esse assunto é pedir desculpas a todos aqueles que tiveram sua honra e orgulho feridos, em especial o governo brasileiro e a presidente Dilma Rousseff", dizia o documento.

"Estou extremamente preocupado com relação à deterioração da relação entre a Fifa e o governo brasileiro, uma relação que sempre foi marcada pelo respeito mútuo."

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.

Relacionados