thumbnail Olá,

Empresário do jogador, ele afirmou que o tricolor era um timinho quando seu filho chegou ao clube

Mauro Martins, pai e empresário de Marcelo Moreno, soltou o verbo novamente, depois de, semanas atrás, ter chamado Palmeiras e Flamengo de equipes "fracassadas". Em entrevista à rádio Band-RS, ele afirmou que não estão dando o devido valor ao seu filho.

"Eles não estão valorizando tudo o que meu filho Marcelo fez no Campeonato Brasileiro para classificar a equipe para a Libertadores da América. O Marcelo, quando chegou, fazia dez anos que o Grêmio não ganhava nada, o Grêmio era um timinho", afirmou.

Marcelo Moreno foi apresentado no dia 15 de fevereiro de 2012; no entanto, ao contrário do que disse seu pai, o Grêmio não ganhou nenhum título com o boliviano no elenco. Nesta semana, o jogador não figurou nem entre os reservas nos treinos, fazendo parte apenas do terceiro time do tricolor. Na tarde desta quinta-feira, ele ficou treinando finalizações com outros jogadores como Yuri Mamute, enquanto que dois times se revezaram em coletivo.

O pai do jogador insinuou que há alguma coisa contra seu filho: "O Marcelo chegou junto com o Kléber e o Gilberto Silva e levaram o Grêmio à Copa Libertadores. O Marcelo saiu goleador da equipe, então eu não entendo por que ele foi afastado. Deve ter alguma coisa contra ele, porque não é possível que o Marcelo vai ficar de suplente na terceira equipe, já que ele foi um jogador que custou para o Grêmio 9 milhões de euros. Eu creio que há alguma coisa aí".

Apesar da dura manifestação, Martins pregou paciência: "Tudo é com o tempo. O Marcelo sabe esperar, eu também sei esperar, então vamos ver o que vai acontecer mais para frente. Hoje estão empolgados com o Barcos, com o Vargas, mas não viram eles jogarem ainda. Jogaram dois joguinhos aí, mas joguinhos comuns e correntes.  O Campeonato Brasileiro são 42 equipes, tem mais a Libertadores, então quer dizer que o jogador tem que ter perna, e se não tem perna, tem que ter um elenco de 35 jogadores, saindo um bom e entrando outro melhor".

Mais um erro na fala do pai do jogador: o Campeonato Brasileiro conta com 20 equipes, e não 42.

O técnico Luxemburgo também foi assunto: "Eu creio que Marcelo vai ser convocado ainda, ele vai demonstrar em campo quem ele é. Eu conheço o potencial do meu filho. Devem parar de falar o que não deve, parar de fazer com os jogadores o que não tem que fazer. Foi graças a ele que o Luxemburgo está empregado, que vários dirigentes e jogadores estão empregados. Tem que aplaudir essa gente, não menosprezar. Colocar o Marcelo na terceira equipe: isso é menosprezo. Ele vai ficar aí porque ele é humilde, igual ao seu pai".

"Tem muitos clubes que me chamaram, do Brasil e da Europa, mas o Marcelo me disse pra não falar nada, porque ele não tem intenção nenhuma de ir para nenhuma outra equipe brasileira. Do Grêmio, ele quer sair para a Europa. Então creio que Marcelo é um bom jogador, ele está sendo buscado por equipes de todo o Brasil, e tá de suplente na terceira equipe do Grêmio. Imagina então se ele estivesse de titular! Ia estar o Manchester United, o Chelsea, atrás dele, então acho que algo especial deve estar acontecendo", finalizou.

Relacionados