thumbnail Olá,

Mesmo que o recurso apresentado pelo Timão não seja aceito, o clube permanecerá na Libertadores

O Corinthians apresentou um recurso na última sexta-feira para reverter a decisão da Conmebol de obrigar o time a jogar sem torcida na Libertadores. Mas, apesar dos boatos que de a equipe deixaria a competição caso a punição não fosse descartada, o diretor de futebol do clube, Roberto de Andrade, afirmou que a penalidade será aceita.

A punição se originou devido a morte do jovem boliviano Kevin Douglas Beltran Espada, de 14 anos. Atingido por um sinalizador atirado por um torcedor corintiano durante a partida entre Corinthians e San José, em Oruro, na Bolívia, o rapaz faleceu a caminho do hospital.

"Aqui ninguém faz pressão em cima de nada. Tudo o que a gente trata é com diálogo, nunca passou pela nossa cabeça uma decisão dessa (deixar o torneio). Jogaremos a Libertadores, o que nos for imposto vamos aceitar, nos defendendo na esfera legal, mas vamos continuar assim até o final", afirmou o dirigente à Rádio Globo.

A decisão de remover ou não a punição deverá ser tomada pela Conmebol nesta segunda-feira. Já na quarta, a equipe tem um confronto com o Millionarios, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, no Pacaembu. Caso tenha que jogar sem torcida, o time terá que reembolsar mais de 20 mil ingressos que já foram vendidos para  partida.

Relacionados