thumbnail Olá,

O zagueiro também comentou sobre conversa com Edu Gaspar

O astral no Corinthians não é nada positivo, após a tragédia que ocorreu na Bolívia. O zagueiro Paulo André também resolveu falar sobre o ocorrido, após Tite e Fábio Santos passarem as próprias opiniões e sentimentos com o ocorrido.

“Vocês sabem que eu gosto de dar minha opinião. Estou aqui para falar e dar minha opinião na maior sinceridade, sem ter rabo preso com ninguém”, começou Paulo André, em entrevista coletiva realizada no CT do Corinthians.

“Mais importante do que ter uma punição exemplar como essa contra o Corinthians é que a gente se preocupe com ações efetivas que possam oferecer segurança e condições de montar o espetáculo do futebol. Para que as pessoas possam ir ao estádio, chegar tranquilamente, ir embora tranquilamente e tenham um bom momento”, afirmou o zagueiro.

Paulo André também disse que é preciso ter calma e justiça com a situação. “Que as pessoas ou pessoa que tenham atirado o sinalizador sejam identificadas, tenham direito de defesa, que se investigue corretamente para que ai sim tenham culpados."

Conversa dentro do elenco

“A gente teve uma conversa rápida com o Edu - Gaspar, gerente de futebol -, antes do treino e ele passou palavras de tranquilidade e incentivo, disse que toda direção está cuidando do caso e fazendo todos os esforços para que possa ser revertida a situação. Também passou o pesar pela morte.”

Paulo André também comentou sobre as entrevistas de Tite, que disse trocar o título mundial pela vida do garoto morto, e Fábio Santos, que comentou sobre a possível exclusão do Corinthians da Libertadores.

“O Tite quis mostrar o valor da vida do ser humano. Não há nada que pague uma vida. E o Fábio partiu para o mesmo caminho: se fosse possível que nunca mais houvesse morte no futebol, que o Corinthians fosse eliminado. Acho que são figuras de linguagem, metáforas, para mostrar como a gente se sente por isso.”

Relacionados