thumbnail Olá,

Clubes da América do Norte podem disputar a Libertadores no futuro

Enquanto a bola rolava na semana passada entre Corinthians e Boca Juniors, que disputavam o título da Libertadores, dirigentes da Conmebol, entidade que organiza tal competição, recebiam o presidente da Concacaf para uma reunião.

Dentre os assuntos na pauta, foi abordada a possibilidade de clubes norte-americanos entrarem na Libertadores, como informou o Lancenet. Nelso Benítez confirmou o encontro ao site citado:

- Dirigentes da Concacaf vieram a São Paulo ver a final da Libertadores e a atmosfera era mais do que propícia para falar sobre o assunto. Houve conversas e há previsão de novas reuniões - disse o diretor de comunicação da Conmebol.

A mesma fonte ainda garante que detalhes, como forma de classificação, por exemplo, não foram levantados nesse primeiro momento. Nicolás Leoz, presidente da Conmebol seria a favor da presença dos times da América do Norte.

Cidinho - Botafogo x Bahia
Ao mesmo passo que as receitas de marketing poderiam subir muito, pesa contra a participação dessas equipes a longa distância a ser enfrentada para realização dos jogos. Os jogadores teriam que se submeter a viagens de mais de 10 horas, em alguns casos.

Outro grande problema é a falta de transparência da Libertadores. Nenhum clube sabe quanto a Conmebol recebe de seus patrocinadores e essa dúvida gera grande desconfiança em relação à entidade. Principalmente e comparação com a Liga dos Campeões Europeus. Enquanto o Santos, campeão da Liberta, arrecadou R$ 7,3 milhões pelo título, o Barcelona conseguiu R$ 118,3 milhões. São números, no mínimo, muito suspeitos.

Nicolás Leoz está há 26 anos no cargo de presidente da Conmebol e foi nomeado vitalício. Sua perpetuação é outro fator que faz pesar contra à essa entrada norte-americana.

Relacionados