thumbnail Olá,

"Não tenho mais nada a oferecer ao clube", disse o camisa 10 após a derrota do Pacaembu

Não foi só o título da Libertadores que o Boca Juniors perdeu na noite de quarta-feira. Após a derrota por 2 a 0 para o Corinthians em São Paulo, o meia Juan Riquelme revelou que está deixando a equipe argentina, cinco anos após voltar do futebol europeu.

A conversa com o presidente Daniel Angelici, anterior à partida decisiva, já havia decidido o futuro.

"Na tarde de hoje [quarta], falei com o presidente e informei que não iria continuar. Sou muito grato ao clube e à equipe, tenham certeza disso, mas não tenho mais nada a oferecer agora. Estou vazio", disse aos repórteres.

"Tenho um relacionamento fantástico com o Boca, sou um torcedor, mas agora acho que cheguei ao fim da linha. Agora só quero ir para casa, fazer um churrasco com amigos, encontrar meus filhos. Só peço perdão a eles por não ter vencido a Copa novamente."

Pelo que o próprio camisa 10 sugeriu, é provável que o futebol não esteja entre suas prioridades para um futuro próximo. O jogador revelou estar exausto.

"Se meus amigos quiserem me ver e debater sobre aonde vou jogar, faremos isso, mas não posso mais [jogar no momento]."

"Como eu disse, estou vazio e não tenho nada a oferecer", encerrou.

Riquelme começou em 1996, revelado pelos próprios Xeneizes, e ficou ali até 2000, antes de se transferir ao Barcelona e, em seguida, ao Villarreal. Retornou em 2007, e conquistou uma Libertadores, dois torneios Apertura e uma Recopa Sul-Americana.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
          

Relacionados