thumbnail Olá,

Herói do título corintiano, Emerson Sheik falou sobre o título

Herói da vitória do Corinthians sobre o Boca Juniors por 2 a 0, que deu o título inédito da Libertadores para o Timão, Emerson Sheik falou sobre tudo que se passou nas últimas horas antes da partida:

"A noite passada eu tava pensando o porque de eu estar aqui. O Corinthians tem mais de 100 anos e quantos jogadores passaram por aqui. Feras. Porque nós vamos ser os primeiros, e cara que bom, que bom estar aqui. Não é que bom fazer os gols, é que bom ser campeão. O torcedor só vê os jogos. A gente sabe a pressão que é vestir essa camisa, e é muito bom".

Sobre a sua consagração, Emerson fez questão de relembrar os momentos difíceis que o fizeram desambarcar no Pacaembu, quando saiu do Fluminense dispensado pela direção do clube carioca:

"O Andrés me trouxe num momento difícil. Eu fui afastado do Flu injustimente. Eu quero agradecer a ele, ao Tite e a todos o funcionários do clube por me receberem aqui".

Sobre o destino, Emerson exaltou a equipe, mas também se colocou no patamar de predestinado:

"Eu gosto desses jogos. No Fluminense foi assim, no Brasileiro do ano passado foi assim. Esses jogos tem a minha cara. Não é falta de humildade. Não tem herói nesse time, não tem estrela. Cada um tem a sua importância. A energia que a galera mandou de casa chegou aqui", finalizou Emerson.

Relacionados