thumbnail Olá,

Meio-campista foi decisivo em confronto quando ainda defendia o Internacional

A partir da próxima semana, Alex reencontrará uma equipe que protagonizou um dos confrontos mais marcantes de sua carreira. Quando entrar em campo para enfrentar o Boca Juniors, defendendo o Corinthians na final da Libertadores, o jogador ficará frente a frente com o time que ajudou a eliminar da Copa Sul-Americana de 2008, quando ainda era jogador do Internacional.

"É uma sensação diferente. Em Porto Alegre a gente ganhou por 2 a 0 e eu fiz os dois. Na Bomboneira eu fiz mais um na vitória por 2 a 1. Foi algo que me deu uma credibilidade. Fui decisivo contra o Boca. Naturalmente, aquilo deu uma importância um pouco maior. Em todo jogo importante com grandes equipes o peso é maior. O reconhecimento fica maior também. Natural", lembrou Alex, em declarações ao site Globoesporte.

"Tomara que saia um gol na final. No Inter tive a felicidade de fazer. Foi em 2008. Antes eram mais o Fernandão e o Rafael Sóbis que faziam os gols, e eu participava com passes. Independentemente de quem fizer o gol, estaremos alcançando nosso objetivo", disse.

Alex ainda ressaltou a histórica campanha do Corinthians na atual Libertadores, lembrando que todo o grupo de jogadores está entrando para a história do clube.

"Todo mundo que está no time hoje já entrou para a história do Corinthians. Quem fizer o gol do título vai ser muito festejado. Mas ao mesmo tempo acho que independe do resultado final para colocar o nome. O conjunto todo vai ser premiado igualmente", concluiu.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.

   
   

Relacionados