thumbnail Olá,

O alemão insiste que não estava assustado com a concorrência Allianz Arena, mas que filosofia de Guardiola o fez transferir-se

Mario Gómez não tem dúvidas de que ele teria recuperado a titularidade no Bayern de Munique se ele tivesse ficado nos bávaros.

O alemão perdeu seu lugar na equipe titular para Mario Mandzukic na temporada passada e na última semana assinou com a Fiorentina.

No entanto, Gómez insiste que sua decisão de deixar a Allianz Arena não foi motivada pelo medo de ser incapaz de voltar ao time titular.

"Três anos atrás, eu era a quarta escolha de Lous van Gaal para o ataque, mas acabei como artilheiro", disse Gómez ao Kicker.

"Nesta temporada, eu provavelmente teria sido a segunda escolha, mas estou convencido de que eu teria o meu espaço de novo".

No entanto, Gómez explicou que o que motivou sua saída é que as suas habilidades não seriam as ideias para o tipo de futebol que o Bayern irá jogar sobre o comando de Pep Guardiola.

"O clube tem uma filosofia diferente agora, um novo treinador, que prefere jogadores pequenos e ágeis", disse ele.

"Então, com certeza, não é fácil deixar o melhor time do mundo".

Sobre a chegada na Itália, ele revelou que está emocionado pelo novo desafio de disputar a Serie A. É a primeira vez que Gómez irá jogar fora da Alemanha.

"Eu subi as escadas para o campo e, em seguida, havia uma parede roxa. Foi incrível. Fiquei arrepiado. Isso é o que todo jogador quer", revelou ele.

Gómez, que se juntou ao Bayern, vindo do Stuttgart, em 2009, marcou 75 vezes em 115 jogos pela Bundesliga.

Relacionados