thumbnail Olá,

No último domingo, torcedores da Roma entoaram cânticos racistas direcionados a Balotelli

O italiano Fábio Capello, que atualmente treina a seleção russa, disse que o futebol italiano deve seguir os exemplos de Inglaterra e Espanha no combate para erradicar o racismo no futebol. O jogo entre Milan e Roma, no último domingo, foi temporariamente suspenso depois que torcedores proferiram cânticos racistas direcionados ao atacante Mario Balotelli, do time de Milão.

Capello acredita que o governo italiano deveria se inspirar na Espanha e Inglaterra para combater o racismo no futebol e disse que tal problema está atrelado à cultura dos torcedores italianos.

“O futebol italiano precisa aprender com Inglaterra e Espanha, onde as decisões foram feitas para acabar de vez com o racismo. Na Espanha, os jogadores podem jogar em paz sem nenhum cântico de imitação de macacos”, disse o treinador para a RaiSport.

“Tudo isso parte dos ultras (torcidas organizadas) e eu falo contra eles há anos. Então, há o sistema jurídico, não a Justiça esportiva, mas a Justiça comum, que não toma tantas decisões se compararmos com a Inglaterra”, finalizou.

Relacionados