thumbnail Olá,

Presidente ainda fez elogios à reação da Inter no clássico do último domingo

Se clássicos são, por si só, partidas difíceis, para outros torna-se algo muito maior. É o que acredita o presidente da Inter, Massimo Moratti, em relação ao atacante Mario Balotelli, que foi perseguido pela torcida nerazzurri durante o empate em 1 a 1 com o Milan, no último domingo. O ex-chefe do polêmico jogador afirma que Balo sofreu nas mãos da mesma torcida que, no passado, o apelidou de 'Super Mario', quando deu seus primeiros passos no futebol.

O novo rossonero passou em branco no dérbi do San Siro, mas nem por isso deixou de ser elogiado pelo mandatário adversário.

"Foi um jogo difícil para ele, tanto na parte psicológica quanto dentro de campo, já que tomamos as precauções necessárias para pará-lo. Então, pode-se dizer que ele fez uma boa partida", comentou Moratti em entrevista ao Inter Channel.

"As oportunidades perdidas tornam-se algo relativo, já que ele fez um bom trabalho por estar posicionado nestes lances, que não eram muito fáceis de serem concluídos."

O presidente da Inter ainda elogiou o técnico Andrea Stramaccioni e os atletas, que conseguiram empatar a partida após saírem em desvantagem. O recém-chegado Ezequiel Schelotti garantiu a igualdade no placar.

"Ele [Stramaccioni] conseguiu resolver as coisas no segundo tempo. Devo dizer que tanto ele quanto os demais jogadores souberam administrar uma partida que começou muito mal, do ponto de vista psicológico."

No momento, a Inter ocupa a 5ª colocação na Serie A, com três pontos a menos que a Lazio (47 contra 44), última integrante do G-3 que garantirá vaga na próxima Champions League.

Relacionados