thumbnail Olá,

Lotito afirma que a Lazio não é um clube racista, mas admite que alguns torcedores, ocasionalmente, se comportam mal.

O presidente da Lazio, Claudio Lotito, tem tido trabalho para argumentar em favor do clube. Pelo campeonato italiano, na vitória por 2-1 sobre o Cagliari, alguns torcedores marcaram a partida por cantos preconceituosos. A principal vítima, na ocasião, foi o colombiano Víctor Ibarbo, alvo de algumas zombarias durante a partida de sábado.

Lotito procurou distanciar o comportamento daquela minoria de torcedores do clube e reiterou que não é possível controlar as ações individuais dos membros da torcida.

"Lazio sempre é chamado de clube racista, mas isso simplesmente não é verdade. Temos muitos jogadores que não são brancos", afirmou à Sky Sport Itália. “Chamar Lazio de clube racista é criminalizar milhares por causa da ação de alguns poucos”.

O futebol italiano continua sofrendo com casos de racismo. Recentemente, o Milan deixou o campo aos 26 minutos do primeiro tempo de uma partida amistosa contra o Pro Patria, equipe da quarta divisão italiana, depois que torcedores do rival entoaram cânticos preconceituosos.

Relacionados