thumbnail Olá,

Pelo twitter, jogadores e pessoas comuns do mundo inteiro manifestaram apoio à decisão do time italiano de se retirar de campo após ofensas racistas proferidas a Boateng.

Continua repercutindo mundo afora a decisão do Milan em abandonar um amistoso contra o Pro Patria, da quarta divisão do Campeonato Italiano. Durante a partida, Boateng, do Milan, irritado com os cânticos da torcida adversária, desistiu da jogada que tramava pela esquerda e disparou um chute contra as arquibancadas. Muito nervoso, deixou o gramado e foi direto para o vestiário, acompanhado em seguida dos companheiros de Milão.

O site oficial do Milan ressaltou que os atos racistas endereçados a Boateng, Niang, Emanuelson e Muntari partiram de uma minoria e que “o resto dos torcedores presentes se desvinculou das tais manifestações racistas”.

No mundo inteiro, várias pessoas se manifestaram, via twitter, a favor do clube italiano. Alguns jogadores e ex-jogadores fizeram questão de se mostrar solidariedade aos jogadores atacados.

Patrick Vieira, ex-jogador do Milan e campeão mundial pela França em 1998, disse que “Kevin Prince Boateng foi corajoso por fazer o que fez. Nós precisamos nos levantar e ficar juntos”.

O volante ganês do Real Madrid, Essien, também apoiou a atitude dos jogadores ao deixaram o campo, "fizeram bem ao deixar o campo. #ForzaMilan".

El Shaarawy, um dos jogadores que deixaram a partida, mostrou o sentimento dos jogadores também pela sua conta na rede social: "estou realmente sem palavras, uma tarde vergonhosa".

Relacionados