thumbnail Olá,

Em tarde sem o brilho costumeiro, Neymar dá duas assistências e marca um gol para decidir o clássico

O clássico San-São na Vila Belmiro, neste domingo, teve gostinho de vingança para os santistas. No retorno de Paulo Henrique Ganso ao clube que trocou pelo rival da capital, quem roubou a cena, como quase sempre acontece, foi Neymar. O camisa 11 marcou um de pênalti e deu duas assistências para Miralles na vitória por 3 a 1 sobre o São Paulo.

Mesmo sem fazer uma partida brilhante, Neymar mostrou todo o seu poder de decisão. O Peixe abriu o placar apenas aos 38 do primeiro tempo, depois do astro santista receber de Guilherme Santos na área e, de costas, encontrar Miralles, que chutou direto para fazer 1 a 0. Pouco depois, Luis Fabiano marcou para o Tricolor, mas o gol foi anulado por impedimento, fato que gerou muita reclamação.

No primeiro ataque do Santos no segundo tempo, Neymar invadiu a área pela esquerda e foi derrubado por Paulo Miranda. Pênalti que ele mesmo cobrou para ampliar a diferença. Aos 19, Jadson cobrou falta com perfeição, no ângulo de Rafael, e descontou. Mas a euforia são-paulina durou pouco. Aos 24, Neymar matou o jogo depois de receber cobrança de escanteio de Montillo, ajeitar e levantar novamente. Miralles apareceu de surpresa por trás da zaga e, de cabeça, fez o terceiro, dando números finais ao placar.

Com atuação apagada, Ganso deixou o campo para dar lugar a Aloísio da mesma forma que entrou: sob vaias e gritos de 'traídor', para satisfação de todos os santistas presentes na Vila. O resultado assegurou o primeiro lugar no Paulistão ao Peixe, agora com 13 pontos. Já o São Paulo, com seis, encontra-se na nova posição, fora da zona de classificação para a fase de play-off. Os times voltam a campo na próxima quarta-feira; o Santos encara a Linense em Lins, enquanto o Tricolor recebe a invicta Ponte Preta, no Morumbi.

Relacionados