thumbnail Olá,

Duas grandes favoritas ao título: Holanda e Alemanha. Um ex-campeão, a Dinamarca. E ainda tem Cristiano Ronaldo por Portugal. Definitivamente, o grupo da morte da Euro 2012.

POR THALES MACHADO

Em todo sorteio de grupos, teme-se sempre ficar no famigerado grupo da morte. E já é tradição, não há torneio que escape de ter o seu grupo mais difícil que reúne duas, três ou por vezes quatro das melhores seleções. O Grupo B da Eurocopa 2012 é assim. Reúne nada menos do que três seleções que já foram campeãs européias: a Alemanha, maior vencedora; a Holanda, vitoriosa em 1988 e a Dinamarca, surpresa em 1992. Único que não venceu, não se pode dizer que Portugal sai atrás neste grupo. Pode-se dizer, aliás, que ao menos um favorito ao título será eliminado na primeira fase. Holandeses, finalistas da Copa, e alemães, semifinalistas, se juntam a Portugal no quesito. Ou alguém duvida que Cristiano Ronaldo é capaz de levar os gajos ao seu primeiro título?

Seleções, tabela e jogos do Grupo B
  Seleções    
                 
Dinamarca              
Alemanha              
Holanda              
Portugal              
Holanda x  Dinamarca   Sábado, 9/6, 13h  
Alemanha x Portugal   Sábado, 9/6, 15h45  
Dinamarca x Portugal   Quarta, 13/6, 13h  
Holanda x Alemanha   Quarta, 13/6, 15h45  
Dinamarca x Alemanha   Domingo, 17/6, 15h45  
Portugal x Holanda   Domingo, 17/6, 15h45  




Palpite Goal.com Brasil - Quem avança?


  ALEMANHA e HOLANDA

Missão árdua apontar os dois classificados em grupo tão difícil. Que a Dinamarca é azarão, é certo. Escolher entre os outros três times, no entanto, é eliminar algum grande astro da Copa. Pela crescente nos últimos anos, Alemanha e Holanda podem se classificar deixando Portugal para trás, que vem em uma descendente. O conjunto de holandeses e germânicos parece que pode superar Portugal, que só tem o talento de um grande craque como esperança.

Se tem um time da Eurocopa que os brasileiros conheceram bem ultimamente é a Dinamarca. A Seleção Brasileira olímpica passou fácil pelos dinamarqueses no último amistoso, 3 a 1. Tal jogo mostrou as deficiências do time do norte europeu. Além disso, deu o azar de cair no grupo mais difícil da Euro. As esperanças remetem a 20 anos atrás quando, patinho feio da competição, a Dinamarca conquistou a Euro, até hoje maior glória do futebol do país, que montou bons times como a Dinamáquina de 1982 e a seleção derrotada pelo Brasil nas Quartas de 1998. Recentemente, a vitória sobre Portugal em um amistoso animou a equipe, mas, dá para fazer o mesmo com os timaços de Alemanha e Espanha?

Tri do mundo em 1954, 1974 e 1990 e Tri da Euro em 1972, 1980 e 1996. Sempre jogando feio. Desde 2006, no entanto, a cara do futebol alemão começou a mudar e o time apresentou um futebol que brilhou os olhos do mundo nas Copas de 2006 e 2010 e na Euro de 2008. Não ganhou nada. O time é ótimo, tem craques novos e velhos em uma mistura de duas gerações do novo futebol alemão. O trabalho, como sempre, é organizado e está na crescente. Depois da Espanha, não há dúvidas que a Alemanha é a grande favorita para o título da Eurocopa. Resta saber, no entanto, se Schweisnteiger, Ozil, Muller e cia saberão algo que poucos alemães souberam até aqui: a arte de ser campeão jogando um bonito futebol. Se sim, entram para a história e chegam como um dos grandes favoritos para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

O título da Copa do Mundo foi perdido na prorrogação, mas a esperança da geração de Sneidjer e Robben levar a um grande título ainda está aberta. Depois de baterem na trave em 2010, um pouco mais velhos, a geração que eliminou o Brasil da Copa da África do Sul sabe que tem uma missão difícil pela frente, mas possível. Repetir 1988, quando foram campeões pela única vez é a missão holandesa. Para isso, precisam ficar atentos a surpresas, como foi a Rússia em 2008. Melhor time disparado na primeira fase, os holandeses cairam precocemente na última Euro. Desta vez, a grande esperança é a fase estupenda do atacante do Arsenal, Van Persie. Será possível ou a Holanda fica de novo no quase? O grupo é difiícil, mas a Holanda é uma das favoritas ao título e tem a obrigação de passar.

Se Messi é o melhor do mundo e é argentino, o melhor da Euro, ao menos antes do pontapé inicial, é de Portugal. Cristiano Ronaldo é maior do que a Seleção de Portugal na Eurocopa e tentará levar o time português ao primeiro título de sua história. Para isso, todo um time foi montado em função do atacante do Real Madrid, que faz uma temporada fenomenal. O objetivo é superar o vexame da Copa de 2010, quando as brigas do grupo foram mais importantes do que o desempenho dentro dele. O grande problema é o grupo. Alemanha e Holanda são adversárias acima de Portugal e os amistosos pré competição vem demonstrando tal fato. Ganhar da Dinamarca e beliscar pontos contra os favoritos: objetivo a cumprir dos patrícios. 

O jogo imperdível do GRUPO B - Alemanha x Holanda 13/6 - 15h45

   X 

Um dos melhores jogos da primeira fase da Euro, uma partida que poderia, facilmente, ser a decisão da competição. Alemanha e Holanda se enfrentarão na segunda rodada do grupo, o que garante que, com certeza, a vitória será essencial para ambos os times brigarem pela classificação. Alemães e holandeses vão se enfrentar tendo Portugal para cuidar. Promessa de um jogo sensacional, com duas equipes ofensivas e que misturam jogadores jovens e experientes. Decisão da Copa de 1974, poderia ter sido a final da Copa de 2010 não fosse a cabeçada de Puyol e o belo futebol praticado pela Espanha naquela semifinal.

O destaque do grupo

CRISTIANO RONALDO - Atacante, 27 anos

QUEM É?
Seleção: Portugal
Clube: Real Madrid (ESP)
Camisa: 7
O QUE FAZ?
Gols na temporada: 60
Jogos pela Seleção: 88
Gols pela Seleção: 32

O grupo é tão forte que, mesmo palpitando que Holanda e Alemanha classificarão e que os dois times farão o melhor jogo do grupo, o destaque individual é de Portugal. Cristiano Ronaldo é o jogador mais badalado de toda a Eurocopa. Os 60 gols na temporada mostram que o jogador está em uma de suas melhores fases pelo Real Madrid. Pela Seleção, no entanto, Cristiano ainda não brilhou como fez na Espanha ou na Inglaterra, na época de Manchester United. CR7 já jogou duas Euros e duas Copas, mas nunca conquistou um título. Sofreu muito quando, ainda com 19 anos, perdeu a chance de ser campeão em casa, perdendo a final para a Grécia. Eusébio e Figo tentaram, mas não conseguiram ser o jogador que deram o primeiro título importante ao futebol português. Cristiano quer ser esse cara. O ego do jogador, também. "Só" precisa passar por Espanha e Alemanha na primeira fase, e enfrentar as decisões da fase final.

Relacionados