thumbnail Olá,

Indícios e fontes próximas apontariam que o dirigente estaria pronto para deixar a entidade que comandou por mais de duas décadas

Os rumores da saída de Ricardo Teixeira da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) podem se confirmar em breve, dando fim a um mandato de 23 anos na entidade, de acordo com informações veiculadas pelo site Lancenet. Segundo a publicação, alguns indícios e fontes próximas ao dirigente evidenciariam que Teixeira está se preparando para deixar o comando da entidade máxima do futebol brasileiro.

Pessoas como o diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, que antes negavam a saída de Teixeira da entidade e do Comitê Organizador Local da Copa de 2014 (COL), hoje já não teriam uma posição tão firme sobre a permanência do dirigente. Ainda, de acordo com a publicação, Teixeira teria fechado a sua empresa de laticínios no Rio de Janeiro e vendido cerca de 80 por cento das suas cabeças de gado da fazenda que é proprietário.

Se deixar a entidade, onde tem um mandato até 2014, acredita-se que, por conta do regimento interno da CBF, assuma o Vice-Presidente mais velho, que seria José Maria Marin, ex-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF). Marin ficou conhecido na mídia recentemente por ter sido gravado na final da Copa São Paulo, colocando uma das medalhas entregues aos jogadores no bolso.

Os motivos que levariam Teixeira a deixar o cargo seriam a pressão sobre uma possível divulgação de documentos comprometedores do caso ISL, em que dirigentes teriam recebido propina nos anos 90. Ainda, os problemas de saúde do dirigente também influenciariam na sua saída da CBF.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.