thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 10 de outubro de 2012
  • • 22:00
  • • São Januário, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
  • Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha
  • • Público total: 11182
0
TF
2

São Paulo bate o Vasco e encosta no G4

São Paulo bate o Vasco e encosta no G4

Marcelo Sadio/vasco.com.br

Em São Januário, o Vasco não conseguiu superar a velocidade de Osvaldo e viu o rival encostar na briga pela Libertadores

 Jogando fora de casa, o São Paulo não deu espaços para o Vasco da Gama e passou por cima dos donos da casa. Com grande atuação de Osvaldo e Rogério Ceni, a equipe Tricolor fez 2 a 0 e encostou de vez na briga pelo G4, ficando a apenas um ponto do quarto colocado, o próprio Vasco. Luis Fabiano e Osvaldo marcaram para os paulistas. Com o gol o 9 agora é um dos artilheiros da competição.

São Paulo pressiona

O jogo começou com o São Paulo pressionando a linha defensiva do Vasco da Gama. Com Osvaldo e Cortes pela esquerda, e Jadson e Douglas pela direita, a equipe paulista adiantava sua linha de marcação não dando espaços para Juninho, em noite pouco inspirada, criar pelo Vasco.

Já a equipe carioca marcava firme, mas não achava soluções para sair da marcação paulista. Depois de algumas tabelas sem continuidade, o volante Denilson avançou pelo meio da defesa vascaíana e sofreu falta na entrada da área. Aos 12’ Rogério Ceni cobrou a falta e a bola passou com perigo sobre o gol de Fernando Prass.

Pouco tempo depois foi a vez de Cortês encontrar Osvaldo que entrou livre e bateu na saída de Fernando Prass, mas o goleiro vascaíno operou um milagre. No rebote Luis Fabiano acertou a defesa.

O Sampa abre o placar

Depois da pressão inicial o São Paulo parecia destinado ao gol. Em lance despretensioso de Jádson aos 21’, a bola chegou a Luis Fabiano que dominou protegendo, avançou e arriscou de longe, acertando um belo chute de perna esquerda, para abrir o placar. São Paulo 1 a 0 e Luis Fabiano artilheiro do Brasileirão com 13 gols.

Com o gol, a equipe do Vasco se obrigou a sair mais para o jogo. Eder Luis, sumido do jogo até então, começou a buscar mais a bola e encostar em Juninho. O 8 do Vasco apareceu bem em alguns cruzamentos, mas nenhum aproveitado pelo ataque cruz-maltino.

Aos 35’ quase que o São Paulo aumentou a vantagem. Depois de grande jogada de Douglas, a bola chegou em Jádson que bateu firme para outra grande defesa de Fernando Prass. No rebote, o próprio Douglas desperdiçou a chance. Daí em diante o Tricolor apenas administrou a vantagem até o final da primeira etapa.

Osvaldo arrasador

Se o primeiro tempo do Vasco foi ruim, o segundo não começou nada animador. Logo no início Osvaldo já mostrou a que veio e aumentou a vantagem paulista. Depois de um grande primeiro tempo, o atacante são-paulino voltou com tudo para a seguda etapa. Logo aos 49", em rápido contra-ataque, o atacante arrancou pela esquerda, driblou o lateral Jonas duas vezes e bateu colocado, sem chances para o goleiro Fernando Prass, fazendo 2 a 0 para o Sampa.

Vasco sai com força, São Paulo é contra-ataque

Com a vantagem no placar, o São Paulo se recolheu e o Vasco cresceu. Juninho apareceu melhor, armando a equipe e tendo boas chances de bola parada. Aos 54", cobrando falta, o Reizinho obrigou Rogério Ceni a uma boa defesa.

Aos 61" a estrela do goleiro começou a brilhar ainda mais forte. Com uma sequência de escanteios, o goleiro fez pelo menos 5 grandes defesas em sequência evitando que o Vasco diminuísse o placar. Na melhor delas, Wendel bateu a queima-roupa, mas o 1 tricolor fez defesa primorosa.

Freando a iniciativa

Mesmo com todo o ímpeto vascaíno, o São Paulo sobre trabalhar o jogo. A equipe Tricolor sem manteve sempre coesa na marcação e buscou trabalhar a bola sempre que possível, para fazer passar o tempo. O Vasco não encontrava alternativas para buscar os espaços e acabava por chegar ao ataque apenas com os lances de bola parada. Porém neste quesito, o duelo entre Juninho e Rogério Ceni terminou em vantagem para o goleiro. Aos 75" Juninho bateu falta de longe e Rogério Ceni fez outra grande defesa.

O São Paulo seguia assustando nos contra-ataques. Aos 76" Osvaldo recebeu de Luis Fabiano e bateu cruzado, acertando o poste de Fernando Prass. O tempo passava e o São Paulo seguiu a vantagem no marcador até o apito final. Para coroar a exibição de Rogério Ceni, aos 87", Juninho bateu bola da entrada da área, mandando no ângulo para uma majestal defesa do capitão são-paulino.