thumbnail Olá,
Ao Vivo

Bundesliga

  • 27 de janeiro de 2013
  • • 14:30
  • • Mercedes-Benz-Arena, Stuttgart
  • Árbitro: F. Meyer
  • • Público total: 60441
0
TF
2

Stuttgart 0 x 2 Bayern de Munique: Fatal, Bayern vence e abre 11 pontos de vantagem na ponta

Stuttgart 0 x 2 Bayern de Munique: Fatal, Bayern vence e abre 11 pontos de vantagem na ponta

Bongarts

Com gol e assistência para o gol de Müller, Mandzukic foi o destaque dos líderes da Bundesliga, que chegaram a 15 vitórias em 19 jogos.

Após um primeiro tempo que poderia indicar 90 minutos de futebol muito disputado, o Stuttgart mostrou porque ocupa a 11ª posição e deu chances para o líder Bayern de matar a partida - muito bem aproveitadas pelos bávaros. O time, que ainda atuou sem Robben, Boateng e Gomez, agora tem 11 pontos de vantagem sobre o segundo colocado Bayer Leverkusen, que tropeçou na rodada ao empatar com o Freiburg, fora de casa. O próximo compromisso da equipe do técnico Heynckes será contra o Mainz, fora de casa, no próximo sábado.

Muita marcação e aplicação tática mantém o zero no placar

Quem teve a primeira chance foi o Stuttgart, logo aos 4 minutos. Após falha do recém-convocado Dante, que tentou sair para fazer o desarme, Harnik recebeu lançamento na direita e deu passe açucarado para Traoré no meio, mas o atacante chegou um pouco atrasado e Lahm conseguiu ficar com a bola. Aos 10, foi o próprio zagueiro do Bayern quem igualou em oportunidades. Ele apareceu livre na pequena área para testar a cobrança de escanteio, mas tentou tirar muito do goleiro e acabou mandando pra fora, perdendo chance incrível de marcar.

Logo depois, ainda com 13 minutos, Harnik receberia mais uma vez com muito espaço pela direita e mesmo com três companheiros na área conseguiu passar para ninguém, contabilizando mais um bom ataque sem conclusão, mas evidenciando uma brecha na marcação pelo lado de Alaba - esquerdo da defesa do time de Munique.

Enquanto os donos da casa seguiam explorando os contra-ataques mas falhando quase sempre no último passe, os líderes do campeonato jogavam mais pelo lado esquerdo, acionando bastante Ribery pela ponta - talvez pela ausência de Robben do lado oposto, que estava no banco.

Já aos 33 de primeira etapa, o Stuttgart teve a melhor chance da partida até então: lançamento longo de Traoré e chegada de Harnik dentro da área, que testou para baixo e quase manda nos pés de Okazaki. Para o azar do ponta direita, o goleiro Neuer conseguiu segurar em cima da linha antes da chegada do japonês.

Apesar dos 20 pontos que distanciam as duas equipes na tabela da Bundesliga, a partida foi bastante equilibrada na primeira etapa e os comandados do técnico Labbadia mostraram que fariam de tudo para obter uma vitória considerada improvável para muitos.

Lateral "entrega o ouro" e Bayern não perdoa

Nos primeiros toques na bola durante a segunda etapa não se percebia uma diferença muito grande das atuações da primeira parte do jogo. O problema é que todo esforço do 11º colocado Stuttgart para segurar o líder Bayern foi jogado fora em lance protagonizado logo aos 5 minutos. O lateral esquerdo Molinaro recebeu rente à linha lateral durante uma "blitz" dos visitantes e recuou para o goleiro Ulreich sem olhar. Melhor para Mandzukic, que se antecipou ao arqueiro e abriu o placar sem muita dificuldade.

Com a destavantagem no placar, o time da casa se viu obrigado a sair um pouco mais, mas quem parecia ter voltado afim de resolver a partida era o Bayern. Aos 9, Müller teve gol corretamente anulado após chute desviado de Lahm (o meia estava impedido). Não satisfeitos, os bávaros ainda tiveram um pênalti claro não marcado pelo árbitro Florian Meyer, quando Kroos recebeu em velocidade e foi atropelado por Niedermeier na área antes que pudesse finalizar, cara a cara com o goleiro - a falta ainda era passível de expulsão.

Aos 17, em mais um lance do time de Munique, Kroos levantou na área e Mandzukic por pouco não marcou seu segundo gol ao testar no cantinho e ver o goleiro Ulreich realizar bela defesa, no reflexo. A superioridade dos visitantes era tanta que o técnico do Stuttgart decidiu substituir dois de seus três melhores jogadores na primeira etapa: Okazaki e Traoré, já na metade da etapa final. Harnik, o mais perigoso nos primeiros 45 minutos, caiu de rendimento e pouco tocava na bola.

Não demorou muito mais para esse controle das ações se transformar em mais um gol para o líder do campeonato alemão. Linda bola enfiada de Schweinsteiger para Mandzukic na ponta direita e cruzamento na medida para a entrada de Müller, mesmo pressionado pela marcação, ampliar a vantagem do Bayern no jogo aos 26 minutos.

E se o árbitro estava "devendo" um cartão vermelho para a equipe da casa, Harnik tratou de facilitar o trabalho de Meyer e pegar Ribery por baixo no círculo central, sem bola, recebendo um infantil segundo cartão amarelo e consequentemente sendo expulso, aos 34 minutos. O cartão sepultou as poucas chances que restavam para o Stuttgart, que assistiu a bola correr os pés dos jogadores do Bayern praticamente até o fim do jogo.

Relacionados