thumbnail Olá,
Ao Vivo

Barclays Premier League

  • 12 de janeiro de 2013
  • • 13:00
  • • Britannia Stadium, Stoke-on-Trent, Staffordshire
  • Árbitro: A. Marriner
  • • Público total: 27348
0
TF
4

Stoke City 0 x 4 Chelsea: Blues aproveitam dia negro de Walters e goleiam

Stoke City 0 x 4 Chelsea: Blues aproveitam dia negro de Walters e goleiam

Getty Images

Atacante dos Potters marca dois gols contra, perde um pênalti e Stoke City perde primeira partida em casa após 17 jogos no Britannia Stadium.

Têm dias que você pensa que era melhor nem ter saído de casa. Hoje foi um desses dias para Jon Walters. O camisa 19 do Stoke City marcou dois gols contra e ainda perdeu um pênalti na goleada do Chelsea sobre os Potters por 4 a 0, no Britannia Stadium. Lampard e Hazard marcaram os outros gols da partida em que o destaque foi o atacante do time perdedor. Com a vitória, o Chelsea voltou à 3ª posição da Premier League. O Stoke é o 10º colocado.

Potters com maior posse de bola

O Stoke City começou a partida fazendo valer seu mando de campo. Aos sete minutos, a primeira boa chance do jogo, quando Jones arrancou pela esquerda e chutou cruzado, mas a bola saiu raspando a trave do Chelsea. Aos 17 minutos, bola levantada na área do Chelsea, Nzonzi cabeceou e Cech fez a defesa.

Com 25 minutos, foi a vez do Chelsea levar perigo à defesa dos Potters. Tabelinha de Demba Ba com Lampard pelo meio, e o camisa oito finalizou, cara a cara com o goleiro que defendeu com o pé. Aos 31 minutos, mais uma oportunidade para os donos da casa, quando Jones recebeu passe na entrada da área, girou o corpo e finalizou, mas acabou sendo bloqueado por David Luiz.

O Stoke City era melhor no jogo e tinha maior posse de bola. Ainda assim, o Chelsea conseguia encontrar espaços na forte marcação dos Potters. Com 34 minutos, lançamento de Lampard para Demba Ba que chutou para a boa defesa de Begovic. No rebote, Ramires tentou finalizar mas foi travado pela zaga.

Novamente o Stoke City chegou com perigo, aos 41 minutos, quando Whelan pegou a sobra fora da área, chutou de primeira e Cech fez boa defesa. E mesmo sendo superiores em praticamente todo o primeiro tempo, quem abriu o placar no Britannia Stadium  foram os Blues. Aos 46 minutos, Azpilicueta cruzou, Walters tentou cortar de cabeça, mas acabou marcando contra.

O inferno de Jon Walters

O segundo tempo começou com o time londrino levando sufoco ao goleiro Begovic. Com 51 minutos, Demba Ba cruzou em profundidade pela direita e Mata chutou seco para o goleiro do Stoke City fazer nova defesa com o pé. Aos 54 minutos, foi a vez do goleiro dos Blues, Peter Cech, subir lá no alto e defender o bom chute de Nzonzi de fora da área.

Com 58 minutos, o árbitro Andre Marriner‎ marcou pênalti de Azpilicueta em Etherington, mas voltou atrás ao perceber que o impedimento no lance já havia sido sinalizado. E aos 63 minutos, Mata cobrou escanteio, Walters subiu com Lampard e acabou marcando contra novamente em uma cabeçada. Nada poderia ficar pior para o atacante.

Dois minutos depois, Mata foi derrubado por Shawcross e Huth dentro da área. Lampard foi para a cobrança, Begovic caiu para o canto esquerdo e o camisa oito mandou a bola no meio do gol. E os Blues poderiam ter decretado a goleada aos 68, quando Demba Ba escorou de cabeça, Lampard finalizou, cara a cara com Begovic, e o goleiro do Stoke City fez uma defesa espetacular.

Mas era só uma questão de tempo até o quarto gol do Chelsea sair. E no minuto 73, Hazard soltou uma bomba de fora da área e marcou um golaço, sem chances para Begovic. O Stoke City tentou mostrar algum sinal de vida aos 75 minutos, Adam puxou para o pé esquerdo e arriscou o chute de fora da área, mas a bola foi para fora, passando muito perto do poste esquerdo.

Com 80 minutos, Hazard tocou recuado para Lampard que tentou chute colocado, mas Begovic fez a defesa com tranquilidade. E o que parecia impossível, aconteceu. Aos 89 minutos, Terry derrubou Walters dentro da área e o árbitro marcou pênalti. O próprio Walters, que já havia marcado dois gols contra na partida, foi para a cobrança e perdeu. Fim de jogo no Britannia Stadium e um dia para Jonathan Walters esquecer.

   
   

Relacionados