thumbnail Olá,
Ao Vivo

Brasileirão Série A

  • 26 de agosto de 2012
  • • 18:30
  • • Ilha do Retiro, Recife, Pernambuco
  • Árbitro: Sandro Meira Ricci
  • • Público total: 17066
0
TF
0

Sport Recife 0 x 0 Náutico: Gideão fecha o gol e garante empate na Ilha do Retiro

Sport Recife 0 x 0 Náutico: Gideão fecha o gol e garante empate na Ilha do Retiro

Sport Recife Flickr

Grande atuação do goleiro assegurou o empate por 0 a 0

Na Ilha do Retiro, em jogo iniciado às 18:30, válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, Sport Recife e Náutico fizeram o Clássico dos Clássicos, que terminou empatado por 0 a 0.

Goleiros se destacam e primeiro tempo termina sem gols

A primeira etapa do Clássico dos Clássicos, na Ilha do Retiro, começou com um Sport Recife impondo seu ritmo de jogo e dificultando as ações do meio de campo adversário, que não conseguia botar a bola no chão e organizar boas jogadas.

Mesmo assim, com um volume de jogo muito menor que o dos donos da casa, o Náutico foi a equipe que começou chegando com perigo. Diego Ivo errou cabeceio no meio-campo e deu ótima oportunidade de contra-ataque para o Alvirrubro. Araújo tocou a bola para Kieza, que, cara-a-cara com Magrão, chutou em cima do goleiro. Antes disso, o mesmo Araújo já havia levado perigo em finalização de fora da área.

A resposta dos mandantes foi imediata. Rithelly recebeu cruzamento rasteiro da esquerda e, de carrinho, chutou para que Gideão fizesse um milagre. No rebote, Felipe Azevedo tem todo o tempo do mundo para arrumar o corpo e bater, mas também para em bela defesa do arqueiro rival. Os goleiros estavam garantindo o 0 a 0.

Quando nada pode fazer, Gideão contou com a ajuda da trave. Rithelly, que já havia perdido a referida chance clara, teve oportunidade de se redimir ao receber um bom passe dentro da área, mas encheu o pé e carimbou o poste direito.

Pressão do Sport, Gideão e a trave

Na volta do vestiário, o segundo tempo pareceu uma continuação do que estava a ocorrer no primeiro. O Sport Recife, muito mais bem organizado, era quem mandava e desmandava na partida, obrigando Gideão a continuar salvando sua equipe. Willian Rocha chutou de fora da área e o goleiro pegou mais uma.

O confronto deu uma acalmada por um certo tempo, com o Náutico conseguindo equilibrar um pouco o jogo, mas encaminhando-se para o fim, a partida voltou a ser toda dos donos da casa, que bombardearam a meta adversária, mas sem obter êxito.

Renan, dentro da área, bateu forte para defesa do goleiro alvirrubro; Gilberto aproveitou cobrança de escanteio de Cicinho e acertou o travessão; o mesmo Gilberto chutou cruzado e a bola desviou em Ronaldo Alves para sair rente à trave, assim como ocorreu após desvio de cabeça de Moacir, em outro lance.

Dessa forma, o Sport Recife não conseguiu sair do 0 a 0 dentro de casa com o seu rival. A noite foi de Gideão, que pegou até pensamento e evitou o pior. O Rubro-Negro lamentou o resultado e o Alvirrubro festejou o ponto conquistado na Ilha do Retiro.
   
   

Relacionados