thumbnail Olá,
Ao Vivo

Campeonato Brasileiro

  • 22 de setembro de 2012
  • • 21:00
  • • Pacaembu, São Paulo, São Paulo
  • Árbitro: Raphael Claus
  • • Público total: 15774
1
TF
3

Santos 1 x 3 Portuguesa: Lusa passeia no Pacaembu e vence o Peixe sem Neymar

Santos 1 x 3 Portuguesa: Lusa passeia no Pacaembu e vence o Peixe sem Neymar

Helio Suenaga/CON

Apesar de visitante, Lusa joga em sua cidade e, com show de Bruno Mineiro, atropela o Santos por 3 x 1. Peixe expõe novamente sua dependência de Neymar.

Compromissos com a Seleção Brasileira, necessidades de descanso e suspensões afastaram Neymar de 17 dos 26 jogos do Santos no Campeonato Brasileiro. Sem seu craque, o Peixe vem encontrando muitas dificuldades para vencer. Neste sábado, a história repetiu-se e a equipe foi presa fácil para o bom futebol da Portuguesa, que venceu por 3 x 1. Bruno Mineiro, em duas ocasiões, e Léo Silva fizeram os gols da Lusa. André descontou.

Com a vitória, a Lusa chega a 12ª colocação, com 31 pontos, e cola no Santos, que estaciona nos 32 pontos, em 10º lugar.

Lusa constrói vantagem no fim

Os 15ºC que faziam na capital paulista no início do jogo pareceram congelar Santos e Portuguesa. Engessados, os dois times começaram a partida trocando muitos passes sem objetividade.

Aos oito minutos, o Peixe deu mostras de estar despertando. Victor Andrade foi ao fundo e cruzou rasteiro para a área. A bola passou por Patito Rodríguez e encontrou André livre de marcação. Com o gol escancarado, o camisa 9 bateu por cima, desperdiçando grande chance.

Apesar do lance de perigo santista, quem veio para o jogo com mais vontade foi a Lusa. Aproveitando a falta de criatividade dos meias do Santos, a Portuguesa passou a controlar a partida, atuando em seu campo de ataque.

O melhor futebol apresentando pelos visitantes foi recompensado aos 37 minutos. Luiz Ricardo desviou escanteio cobrado no primeiro pau por Marcelo Cordeiro e a bola sobrou para Bruno Mineiro, sozinho na pequena área, testar para o fundo do gol.

A vantagem lusa não alterou a postura das duas equipes e, apenas cinco minutos depois, os visitantes ampliaram. Rodriguinho recebeu na entrada da área, girou sobre a marcação e rolou para Léo Silva. Vindo na velocidade, o volante encheu o pé e bateu sem chances para Rafael.

O 2 x 0 irritou a torcida santista, que vaiou demais seus jogadores na saída para o vestiário.

Bruno Mineiro marca mais um e mata o jogo

Na volta para o segundo tempo, Muricy Ramalho obedeceu as ordens vindas da arquibancada e tirou o lateral-esquerdo Juan para a entrada do atacante Bernardo, deslocando Gerson Magrão para a ala.

A mudança, contudo, não surtiu efeito e logo aos três minutos, a Lusa quase ampliou com um golaço.
Em arrancada à la Dener, Moisés passou entre a dupla de zaga santista, driblou Rafael e só não guardou porque seu chute parou na trave.

A troca de posições entre Victor Andrade e Patito Rodríguez foi mais uma das cartadas infrutíferas de Muricy, que via seu time preso na boa, às vezes faltosa, marcação da Portuguesa.

Sem ser ameaçada, a Lusa matou o jogo aos 18 minutos. Marcelo Cordeiro bateu falta para a área e Bruno Mineiro, em um golpe de pura sorte, desviou com a parte de trás da cabeça e encobriu Rafael.

Senhor do jogo, o time de Geninho recuou, aguardando o encerramento da partida. Com Miralles no lugar de Patito, o alvinegro aumentou seu volume de jogo e chegou ao gol aos 30, quando alguns torcedores já tinham abandonado o Pacaembu. Bernardo levantou na área e André deu sutil desvio de cabeça.

Ainda acreditando na recuperação, o Santos lançou-se ao ataque, mas, totalmente desorganizado, só conseguia fazer o chuveirinho para a área. Fim de papo e vitória justíssima da Portuguesa.

Relacionados